O programa de capacitação em arquitetura paisagística

Paulo Renato Pellegrino
2006 Pós: Revista do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP  
Dado a inexistência no Brasil de programas específicos de formação em arquitetura paisagística, tradicionalmente o principal caminho para entrar na área tem sido por meio das escolas de arquitetura. Afortunadamente na FAUUSP, disciplinas de arquitetura paisagística têm sido parte de seu programa. Seu primeiro diretor, professor Anhaia Mello, um dos pioneiros no planejamento urbano no Brasil, vislumbrou, desde seu início nos anos 50, a necessidade de aulas sobre o planejamento e projeto da
more » ... e projeto da paisagem como forma de fornecer uma formação profissional mais completa aos arquitetos e urbanistas. Esse trabalho teve continuidade com a professora Miranda Martinelli Magnoli que, gradualmente, formou uma equipe de professores com o objetivo de desenvolver o ensino e a pesquisa em arquitetura paisagística, na graduação e na pós-graduação. Em 1993 foi realizada a primeira conferência sobre o ensino de arquitetura paisagística nas escolas brasileiras de arquitetura, a qual ocorreu na FAUUSP. Mais de 30 professores de 18 instituições de todo o país tiveram a oportunidade de encontrar-se e declarar a necessidade da criação de um fórum nacional de professores e pesquisadores em arquitetura paisagística. Esse foi o lançamento do Encontro Nacional de Ensino de Paisagismo em Escolas de Arquitetura -Enepea. Essa iniciativa contribuiu para que se tornasse obrigatória a disciplina de Paisagismo no currículo de graduação das escolas de arquitetura do país. No entanto, essa obrigatoriedade criou uma demanda, difícil de ser atendida a contento, de professores para as então quase 100 escolas existentes no país. Para auxiliar o atendimento dessa crescente demanda para a expansão dessa importante habilitação profissional, com potencial de oferecer uma contribuição única ao enfrentamento das necessidades ambientais e sociais brasileiras, esse programa de capacitação foi concebido em 2002. Os professores da área de concentração Paisagem e Ambiente da FAUUSP, Paulo Pellegrino e Vladimir Bartalini, em conjunto com a arquiteta paisagista Rosa Kliass, então vicepresidente da International Federation of Landscape Architects -IFLA, delinearam o conceito do programa. Foi obtido o apoio do Comitê Executivo da IFLA e encaminhado à Unesco como um projeto especial visando a auxílio financeiro. Com a aprovação da Unesco em 2003, esse se tornou o principal programa educacional da IFLA, o qual tem como uma das principais iniciativas de seu plano estratégico o apoio à educação.
doi:10.11606/issn.2317-2762.v0i19p212-219 fatcat:wbr7v7dvhfbc5ftcceyoc63nf4