INFLUÊNCIA DOS FATORES AMBIENTAIS NO COMPONENTE ARBÓREO DE FRAGMENTOS FLORESTAIS EM SÃO FRANCISCO DE PAULA - RIO GRANDE DO SUL

Daniele Guarienti Rorato, Maristela Machado Araujo, Luciane Almeri Tabaldi, Thaíse da Silva Tonetto, Ana Paula Moreira Rovedder, Adriana Falcão Dutra
2015 Cerne  
RESUMO O presente trabalho teve como objetivo geral caracterizar a influência do solo e da topografia no componente arbóreo de fragmentos, no entorno do Reservatório Divisa, na região dos Campos de Cima da Serra, Sul do Brasil. O levantamento da vegetação foi realizado em quatro fragmentos, sendo em cada parcela (10 x 20 m) efetuada a identificação e medição da circunferência à altura do peito (CAP) dos indivíduos com CAP ≥ 30 cm. Os dados de vegetação foram submetidos à análise de agrupamento.
more » ... Adicionalmente, foram obtidas as variáveis ambientais, como declividade média das parcelas e amostras de solo, na camada de 0-20 cm de profundidade. A correlação entre os dados ambientais e de vegetação foi realizada por meio da Análise de Correspondência Canônica. As características físicas do solo não apresentaram influência nos grupos formados e nas espécies. Nos capões, a constante presença do gado influenciou negativamente a estrutura do sub-bosque, assim como as características químicas do solo. Alumínio e saturação por alumínio apresentaram maior influência nas espécies predominantes da mata ciliar enquanto cobre e enxofre influenciaram as espécies presentes nos capões. Espécies como Araucaria angustifolia, Eugenia uruguayensis, Blepharocalyx salicifolius, Calyptranthes concinna, Lithraea brasiliensis, Myrsine coriacea, Ocotea pulchella e Sebastiania commersoniana são adaptadas à mata ciliar, podendo ser utilizadas na recuperação e enriquecimento desses ambientes.
doi:10.1590/01047760201521041735 fatcat:2bokwj5q4fbotoua7mjugb7b5a