A Geografia Política e o Neoinstitucionalismo Histórico como abordagem teórica para um estudo das causas da ditadura em Moçambique

Luciano Duarte, Antunes, Bruno Pinto
unpublished
Resumo. O presente estudo teve como objetivo resgatar elementos teóricos da Geografia Política e do Neoinstitucionalismo Histórico para uma análise da formação e recrudescimento do Estado moçambicano-sob a direção da FRELIMO. Partimos da premissa que a formação e posteriormente, o recrudescimento do Estado moçambicano sob a direção da FRELIMO está ligada há problemáticas geográficas, que levaram a elite política dirigente optar por um tipo de regime, em detrimento de outros; pois, no ato de
more » ... pois, no ato de formação do Estado pós-colonial, um dos problemas dispostos para a nova classe dirigente fora a incapacidade de articulação e diálogo com as Autoridades Tradicionais, levando a FRELIMO a optar por uma estilo de regime mais rígido e centralizador. Para a análise Histórica, utilizou-se estudos de Lourenço (2005, 2009). Para a construção teórica geográfica e política, optamos pelos autores mais "clássicos" da abordagem marxista, resgatando nestes, um olhar espacial-geográfico-político das relações sociais e de poder. Palavras-chaves: Ditadura; Moçambique; FRELIMO; Geografia Política; Neoinstitucionalismo Histórico. The Political Geography and Historical Neoinstitutionalism as a theoretical approach to a study of the causes of dictatorship in Mozambique Abstract. This study aimed to rescue theoretical elements of Political Geography and Historical Neoinstitutionalism for an analysis of the formation and intensification of the Mozambican state-under the leadership of FRELIMO. We start from the premise that the formation and subsequently the rise in Mozambican State under the leadership of FRELIMO is on there geographic issues that led to political ruling elite opt for a type of regime to the detriment of others; because in the act of formation of the post-colonial state, one of the problems ready for the new class ruling out the articulation of disability and dialogue with traditional authorities, leading to FRELIMO to opt for a more rigid and centralized regime style. For Historical analysis, we used Lourenço studies (2005, 2009). For geographic theoretical and political construction, we opted by the authors more "classical" in Marxist Approach, rescuing these, a space-geographical-political view of the social and power relations.
fatcat:qc2dzz2vpvhyrfsxgiuibj6a6m