Cálcio e vitamina D em adultos atendidos em ambulatório de nutrição

Bruna Amanda Martini, Fernanda Scherer Adami, Simara Rufatto Conde, Patrícia Fassina
2018 Revista Brasileira em Promoção da Saúde  
Este artigo está publicado em acesso aberto (Open Access) sob a licença Creative Commons, que permite uso, distribuição e reprodução em qualquer meio, sem restrições, desde que o trabalho seja corretamente citado. CÁLCIO E VITAMINA D EM ADULTOS ATENDIDOS EM AMBULATÓRIO DE NUTRIÇÃO Calcium and vitamin D in adults attending an outpatient nutrition clinic Calcio y vitamina D en adultos asistidos en ambulatorio de nutrición RESUMO Objetivo: Avaliar o consumo de cálcio e vitamina D de pacientes
more » ... idos em um ambulatório de Nutrição de referência. Métodos: Estudo transversal quantitativo realizado no período de novembro de 2015 a junho de 2016 avaliou 1.000 recordatórios alimentares de pacientes na faixa etária de 20 a 59 anos do ambulatório de Nutrição de um centro universitário do interior do Rio Grande do Sul, Brasil. Excluíram-se os recordatórios com medidas caseiras incompletas. Para a padronização dessas medidas utilizou-se registro fotográfico de um livro de medidas caseiras. Utilizou-se como referência para análise de ingestão do cálcio e vitamina D a Dietary Reference Intakes. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e inferencial com nível de significância de 5%. Resultados: O consumo de cálcio e de vitamina D foi simétrico, apresentando 89,5% (n=895) de inadequação do consumo de vitamina D e 86,6% (n=866) de inadequação do consumo de cálcio, portanto, abaixo da recomendação diária. Homens apresentaram ingestão significativamente maior de cálcio em comparação às mulheres (p<0,001), enquanto o consumo de vitamina D não apresentou diferença significativa entre os sexos (p=0,307). Conclusão: Verificou-se elevada inadequação quanto à ingestão de cálcio e vitamina D pela população estudada. ABSTRACT Objective: To assess calcium and vitamin D intake in patients attending a reference outpatient nutrition clinic. Methods: Quantitative crosssectional study carried out from November 2015 to June 2016 to analyze 1,000 dietary recalls of patients aged 20 to 59 years attending an outpatient nutrition clinic of a university center in the countryside of Rio Grande do Sul. Recalls with incomplete household measures were excluded. Measures were standardized using pictures from a household measures book. The analysis of calcium and vitamin D intake was based on the Dietary Reference Intakes. Data were analyzed using descriptive and inferential statistics with a significance level of 5%. Results: Calcium and vitamin D intake was symmetrical, with 89.5% (n=895) of inadequate vitamin D intake and 86.6% (n=866) of inadequate calcium intake, i.e., below the daily recommendation. Men presented significantly higher calcium intake compared to women (p<0.001), while vitamin D intake showed no significant differences between genders (p=0.307). Conclusion: There was a high inadequacy of calcium and vitamin D intake in the population analyzed. Descriptors: Calcium, Dietary; Vitamin D; Adult. Martini BA, Conde SR, Adami FS, Fassina P Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza, 31(1): 1-7
doi:10.5020/18061230.2018.5429 fatcat:oh6zxycu5ndgxgqvndgz3cmg5q