Atividade sagrada pelo Método da Escavação

Eliana Anjos Furtado, Juliana Leitão Marcondes
2013 Cadernos de Terapia Ocupacional  
Resumo: A escavação é uma metodologia clínica e de ensino criada pela primeira autora que constitui-se em uma maneira de ajudar o sujeito a pensar, fazer e falar. Acontece pela escavação do fazer, como uma desocultação e/ou um desvelamento em busca da compreensão de sua atividade sagrada. Pela escavação, os sujeitos passam a compreender o pensamento, os valores e a própria sociedade em que vivem no momento em que escavam a sua história de vida e suas relações com o fazer, incluindo atividades
more » ... luindo atividades cotidianas, de socialização e de trabalho. Utilizamos uma análise reflexiva para abordarmos o papel da escavação e o conceito de atividade sagrada. Parte-se da atividade sagrada como essência de todo ser humano, que não necessariamente é a atividade que desempenhamos no cotidiano ou na vida de trabalho. É aquela em que o sujeito vai estar nela e vai vivê-la por inteiro, genuinamente, sem mascaramentos; é a entrega do sujeito para a atividade, para o outro, para com ele mesmo e nele mesmo, através do ato de se perguntar. A busca da atividade sagrada, portanto, é um processo de se perguntar, escavando as ações que o sujeito desenvolve cotidianamente, observando e percebendo o conteúdo dessa escavação e realocando espaços de acomodação para o que for sendo desvelado e com isso sacralizando o feito. Concluímos que, através do Método da Escavação, a ação sacralizadora do feito deverá permitir ao sujeito relacionar-se com amorosidade e, portanto, curar-se. Abstract: Excavation is a clinical and teaching methodology created by the first author of this article. It constitutes a way of helping subjects think, make and speak. This process occurs through the excavation of making, unblinding and/or unveiling elements in search for the understanding of sacred activity. Through excavation, subjects understand their thoughts, values and the society in which they live in as they excavate their life stories and their relations with making, including their daily, social and work activities. We applied a thoughtful analysis to approach the role of excavation and the concept of sacred activity. Sacred activity is the core activity of every human being, which is not necessarily the activity we perform in our everyday or work life. Sacred activity is that in which subjects are inserted and experience integrally, genuinely and with no masking. Through sacred activities, subjects surrender, not only to the activity itself, but also to the other, to himself and into himself, by quest. Seeking sacred activity is, therefore, a process of questioning, excavating the routine of subjects, watching and understanding the content of this excavation, replacing and adjusting what is being unveiled, and thus making this activity sacred. In this analysis, we concluded that, by the method of excavation, the sacralization of this action should allow subjects to have tender relationships, and thus be cured. a Terapeuta ocupacional, Doutora em Educação, Porto Alegre, RS, Brasil b Terapeuta ocupacional, Pós-graduada em Saúde da Família, Porto Alegre, RS, Brasil Artigo de reflexão
doi:10.4322/cto.2013.068 fatcat:sppkxf4egvaihaff5oetz7y4n4