Análise morfométrica e por técnica de raios–X do fruto e semente, e avaliação das características físico-químicas, microbiológicas e morfológicas das farinhas de Hymenaea stigonocarpa Mart. Ex Hayne

Antonio Carlos Pereira de Menezes Filho, Kelly Juliane Telles Nascimento, Juliana De Fátima Sales, Carlos Frederico de Souza Castro
2020 Multi-Science Journal  
Palavras-chaves: Hymenaea stigonocarpa Farinhas Análise microbiológica farinácea R E S U M O ___________________________________________________________________________________________ O trabalho teve por objetivo analisar a morfometria e a aplicação da técnica de raios-X do fruto e semente, bem como, a avaliação das características físico-químicas, microbiológicas e morfológicas das farinhas de H. stigonocarpa. Os frutos de H. stigonocarpa foram coletados e lavados. Após secos, foi realizada a
more » ... os, foi realizada a análise morfométrica em 70 frutos inteiros. Logo em seguida, os frutos foram fraturados para a análise do arilo e semente quanto ao comprimento, largura, espessura e peso. Logo após, foram produzidas as farinhas da casca e arilo. As farinhas foram avaliadas quanto à produção e extração de pectina, espectrofotometria no infravermelho, análise microbiológica para coliformes fecais, totais, presença ou ausência de Salmonella, bolores e leveduras. Para análise morfológica da farinha, foi avaliado por microscopia óptica com o emprego do corante azul de toluidina para fibra e amido nativo quando presente, e para a análise da área superficial em 3D do particulado. Ainda foram verificadas quanto à cor através do histograma nos canais RGB. Os resultados apresentaram para o fruto, compr. de 11,25, 1,54 cm e massa de 4,65 g.A técnica de raios-X demonstrou ser eficiente para a avaliação morfológica da semente, o conteúdo de pectina extraída apresentou bons resultados de 34,81 e 40,81% para 0,6 e 1,0 M L -1 respectivamente para FAFJat, coliformes fecais e totais < 10 UFC mL -1 para ambas as farinhas de FCFJat e FAFJat, ausência de Salmonella sp., bolores e leveduras com 5,4 e 13,6 x 10 3 UFC g para FCFJat e FAFJat respectivamente. As farinhas do fruto de H. stigonocarpa demonstraram apresentar bons resultados para serem incluídas no uso alimentício.
doi:10.33837/msj.v2i3.903 fatcat:7ry44gwu65fgnh2airgmcnqarm