CONFLITOS DECORRENTES DA EXPLORAÇÃO DA ÁGUA SUBTERRÂNEA PARA COMERCIALIZAÇÃO EM CARROS-PIPAS NA REGIÃO DA CORRENTE, VILA DA AMIZADE E VILA ACRE, RIO BRANCO/ACRE

Maura Regina Ribeiro, Elizabeth Ferreira Cartaxo, João Tito Borges
2006 Revista Águas Subterrâneas  
Esse trabalho buscou a caracterização e identificação das formas de captação de água subterrânea para comercialização em caminhão-pipa e também do abastecimento individual da comunidade residente nas áreas da Corrente/Vila Acre/Vila da Amizade, localizada no 2º Distrito do município de Rio Branco. Esta região, por ser uma área de expansão urbana, cresceu de forma desordenada e apresenta alta concentração populacional, com deficiências de infraestruturas básicas (vias de acesso, saneamento
more » ... o, saneamento básico, etc.), estando sujeita a conflitos advindos da exploração de água subterrânea. O método utilizado para o desenvolvimento do trabalho foi atividade de campo e consulta aos órgãos públicos do Estado do Acre. Foram identificados 42 (quarenta e dois) pontos de captação de água subterrânea através de poços semi-artesianos/rasos, para comercialização em caminhão-pipa e, 453 (quatrocentos e cinqüenta e três) de captação individual de poços do tipo amazonas (cacimbas) e semi-artesianos/rasos. As informações foram obtidas junto ao Instituto de Meio Ambiente do Acre-IMAC, na Gerência de Recursos Hídricos. O levantamento constituiu-se de subsídio para o Órgão ambiental na tomada de decisões para o controle ambiental, através de planejamento, execução egestão da utilização dos recursos hídricos subterrâneos, bem como da mediação dos conflitos gerados pela superexplotação da água na região.
doaj:61beb659deeb455bae0028338bd7e0b7 fatcat:amu45lxj55go7duif7twnv4apa