Théophile Gautier, o folhetinista ficcionista-poeta

Priscila Renata Gimenez
2020 Soletras Revista  
Théophile Gautier (1811-1872) foi poeta, romancista e contista, reconhecido na plêiade da literatura do século XIX, e também dedicou toda sua vida ao jornalismo. Toda sua produção para a imprensa periódica constitui relevantes documentos literários. Este estudo dedica-se a uma análise da escrita dos folhetins teatrais escritos por Gautier para o jornal parisiense La Presse na década de 1840. Tendo como base os principais estudos sobre as relações entre literatura e imprensa, além dos estudos
more » ... além dos estudos críticos sobre o escritor-jornalista, com as análises e a explanação dos primeiros anos do autor como folhetinista teatral, visa-se demonstrar que sua crítica aos espetáculos revela conceitos artísticos e que a estética e composição de sua pena de ficcionista e poeta da era romântica, articuladas a uma escrita literário-jornalística, são inventivas e transgressoras diante do discurso típico do suporte. Na seção do folhetim destinado à revista teatral, graças à liberdade do rodapé do jornal, espaço dedicado à transposição literária da realidade, pela linguagem e pela ficção, Théophile Gautier questiona o panorama dos espetáculos bem como da realidade cotidiana, narrando e apreciando as representações e as principais de peças dramáticas e líricas de sua época.
doi:10.12957/soletras.2020.51383 fatcat:ghbuz2rtfbdihd2u3vs63mxagm