HEART RATE AND PERCEIVED EXERTION RESPONSES TO PROTOCOL INCREMENTAL SPEED DYNAMOMETRY FOR WHEELCHAIRS

Saulo Fernandes Melo de Oliveira, Filipe de Freitas Lima, Williams Rodrigues, Lúcia Inês Guedes Leite de Oliveira, Afonso Augusto Guimarães Bione, Jorge Luiz Brito-Gomes, Raphael José Perrier-Melo, Manoel da Cunha Costa
2017 Journal of Physical Education  
RESUMO Para verificar as respostas cardíacas e perceptivas a um protocolo de incremental no dinamômetro para cadeiras de rodas, oito voluntários foram selecionados intencionalmente, e avaliados numa sessão experimental usando um dinamômetro compacto para cadeiras de rodas. Uma cadeira de rodas padronizada foi utilizada por todos os participantes. Após período de familiarização, realizou-se um protocolo progressivo, com incremento de velocidade de 5% por minuto. A frequência cardíaca (FC) e a
more » ... ardíaca (FC) e a percepção subjetiva de esforço (PSE, 6-20) foram medidas ao final de cada minuto. A FC no estágio 8 foi maior em comparação aos estágios 1 e 2. A PSE diferenciou-se nos primeiros 5 estágios. Verificou-se alta correlação entre a FP e a FC (r=0,93; p=0.0006), e entre a FC e a PSE (r=0,98; p<0.0001). Concluiu-se que o equipamento possui especificidade para avaliações de variáveis cinéticas e cinemáticas do movimento em cadeiras de rodas, em detrimento das variáveis cardíacas. Palavras-chave: Locomoção. Pessoas com deficiência. Sistema cardiovascular. ABSTRACT To check the cardiac and perceptual responses an incremental protocol on the wheelchair dynamometer, eight volunteers were intentionally selected and evaluated in an experimental session using a compact dynamometer for wheelchairs. A standard wheelchair was used by all participants. After familiarization period, there was a progressive protocol, increasing rate of 5% per minute. Heart rate (HR) and rating of perceived exertion (RPE, (6) (7) (8) (9) (10) (11) (12) (13) (14) (15) (16) (17) (18) (19) (20) were measured at the end of every minute. HR on stage 8 was higher compared to the stages 1 and 2. The RPE differed in the first 5 stages. There was a high correlation between FP and FC (r = 0.93; p = 0.0006), and between HR and RPE (r = 0.98; p <0.0001). It was concluded that the equipment has specificity for evaluation of kinetic and kinematic variables of the movement in wheelchairs at the expense of cardiac variables.
doi:10.4025/jphyseduc.v28i1.2801 fatcat:vuv3xoebkvg4nfgja4hjz5jc2i