As perífrases com o verbo dever na tradução portuguesa da Vita Christi de Ludolfo de Saxónia

José Barbosa Machado
2021 Filologia e Linguística Portuguesa  
Pretendemos com este estudo identificar as ocorrências das perífrases formadas pelo verbo dever na edição portuguesa impressa da Vita Christi, qual o seu valor semântico, quais os tempos mais usuais do verbo semiauxiliar, que pronomes dependem do verbo semiauxiliar e quais os verbos principais no infinitivo. Pretendemos ainda fazer referência a alguns casos particulares, como o reforço do verbo semiauxiliar com outro verbo ou expressão verbal e a formação de perífrases complexas. As perífrases
more » ... m análise têm as seguintes configurações: dever + infinitivo, dever + de + infinitivo e dever + a + infinitivo. As duas últimas deixaram de pertencer ao português padrão, sendo frequentes em textos do século XV. A perífrase dever + infinitivo ainda hoje é amplamente utilizada na língua portuguesa. A Vita Christi, que serve de corpus a este estudo, é uma obra religiosa composta em latim que narra a vida evangélica de Cristo, da autoria de Ludolfo de Saxónia (c. 1295-1377). Traduzida para português na época do rei D. Duarte (1391-1438), foi impressa em Lisboa em 1495 pelos impressores alemães Valentino de Morávia e Nicolau da Saxónia. Pela sua extensão (1173 páginas em quatro partes), é uma ótima base para estudos acerca das características do português no século XV.
doi:10.11606/issn.2176-9419.v23i2p151-166 fatcat:5egel5wx75dp3im37ouqrw5igy