Influência de aditivo PVA no comportamento reológico de argamassa elaborada a partir de resíduos Industriais

A. L. M. F. Silva, D. N. P. Cardoso, A. M. P. F. Felipe, J. A. S. Souza
2015 Cerâmica Industrial  
Resumo A pesquisa estudou a influência da incorporação de aditivo orgânico polimérico poli-acetato de vinila (PVA) ao comportamento reológico da argamassa elaborada com resíduo da construção civil (RCC) junto com o emprego de cinza volante (CV), resíduo proveniente da combustão do carvão mineral em caldeiras de leito fluidizado. Foram elaborados três traços na proporção 1:3:2:4, 1:3:4:2, e 1:3:1:5 (cimento: cinza: RCC: areia), todos com 30% de cinza e 10% de cimento. Para analisar a influência
more » ... o aditivo foram confeccionados traços sem e com PVA a 20% da massa de aglomerante. Utilizou-se cimento portland CPII-E-32, cinza volante como aglomerante, areia e RCC como agregado miúdo com classificação de acordo com a norma NBR 7211. Os materiais foram submetidos à caracterização física e química através de analise granulométrica, fluorescência de raio-x e espectroscopia no Infravermelho. Os traços de argamassa foram submetidos a ensaios reológicos a fim de avaliar a histerese, o comportamento adesivo, o modelo reológico que pode representar o escoamento dos traços de argamassa no estado fresco e a trabalhabilidade. Os traços de argamassa modificados com o polímero PVA obtiveram melhoras no quesito de adesividade e na trabalhabilidade no estado fresco, e foram melhor representados pelo modelo de Herschel-Bulkley. A pesquisa mostrou que o emprego do aditivo PVA garantiu comportamento reológico satisfatório para aplicação na construção civil. Palavras-chave: argamassa, aditivo, reologia.
doi:10.4322/cerind.2015.030 fatcat:kxqzhorrl5dpjla2vwemqe7vpq