A redação de vestibular: como alunos vestibulandos podem marcar sua "presença" nos textos

Jandira Pilar
2018 Linguagens & Cidadania  
INTRODUÇÃO No contexto atual, quando a redação de vestibular é motivo de preocupação para alunos que prestam o concurso vestibular, torna-se extremamente necessário que nós, que ensinamos a redação voltada especificamente para esse concurso, façamos uma reflexão sobre este tema. Afinal, a prática tem demonstrado que os livros didáticos utilizados por nós para o ensino/aprendizagem desse tipo de texto não têm sido suficientes para orientar um trabalho em nossas escolas que possibilite ao aluno
more » ... sibilite ao aluno preparar-se para a prova de redação no referido concurso. Isso pode ser percebido pelo grande número de alunos vestibulandos que procuram um trabalho de redação fora do âmbito da escola, seja em cursinhos pré-vestibulares, seja na forma de trabalhos particularizados de produção textual. Sem, no momento, discutir a idéia errônea que, muitas vezes, perpassa o trabalho de produção textual e tampouco apresentar considerações sobre o processo de ensino/aprendizagem de redação em nossas escolas, gostaria de discutir uma questão que tem incomodado, de maneira bastante particular, muitos alunos que necessitam realizar a prova de redação: o posicionamento do autor na redação de vestibular. Para ancorar essa discussão, serão utilizados alguns trechos de redações Nota Dez, produzidas no concurso vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no ano de 1997. A NECESSIDADE DE POSICIONAMENTO NAS REDAÇÕES DE VESTIBULAR Nossa experiência na escola de ensino médio e em cursos pré-vestibulares tem demonstrado que os alunos que se preparam para o concurso vestibular, ao produzirem seus textos, priorizam a estrutura formal gramatical. Ao agir assim, eles não se inserem na discussão proposta pela tarefa da prova, limitando-se "a fazerem cópias disfarçadas dos textos dos outros, sem assegurarem sua entrada no jogo que lhes permitiria exercerem a sua função-autor" (Carmagnani, 1998, p.21). Isso é comprovado pelas redações produzidas por alunos pré-vestibulandos em nossas aulas. Um número bastante significativo delas apresenta aspectos positivos e
doi:10.5902/1516849231489 fatcat:5cfg7vpqsjhcvhes77rhlcftte