A música brasileira na década de 1950

Marcos Napolitano
2010 Revista USP  
MARCOS NAPOLITANO é professor do Departamento de História da FFlcH-Usp e autor de, entre outros, Síncope das Ideias: a Questão da Tradição na MPB (Fundação perseu abramo). RESUMO Neste artigo, analisaremos a cena musical brasileira dos anos 1950 e seu lugar na historiografia da música. a década de 1950 costuma ser qualificada como um período de estagnação criativa e decadência estética, numa dupla chave interpretativa: para os críticos mais tradicionalistas, como almirante e lucio rangel, a
more » ... lucio rangel, a década de 1950 experimentava perda de referenciais em relação ao passado idealizado (a década de 1930). para as correntes de opinião modernas, que se afirmam após a explosão da bossa nova, a década de 1950 é vista sob o signo do mau gosto e do arcaísmo musicais. Neste artigo, examinaremos criticamente essa memória histórica e apontaremos novas possibilidades de pesquisa para o período. Palavras-chave: música popular brasileira, história, Brasil, música popular. ABSTRACT In this article the Brazilian musical scene of the 1950s and its place in musical historiography are analyzed. The 1950s are often viewed as a period of creative stagnation and aesthetic decay, in a twofold interpretation: for the more traditionalist critics, such as Almirante and Lucio Rangel, that decade experienced a loss of reference in relation to an idealized past (1930s). For the modern currents of opinion which arose after the bossa nova boom, the 1950s are seen under the sign of bad taste and musical archaism. In this article we critically review this historical memory and point out new research possibilities for that period.
doi:10.11606/issn.2316-9036.v0i87p56-73 fatcat:corrovhmabgsbbormg4666xxfu