Solidão na multidão – as dores do pastorado no antigo testamento, novo testamento e hoje / Loneliness in the crowd - the pains of the pastorate in the old testament, new testament and today

Leandro Pletsch Rodrigues
2021 Brazilian Journal of Development  
RESUMO Este artigo quer contribuir na busca pela valorização institucional, familiar e eclesiástica da figura do Pastor regional. Ele é humano e imperfeito, mas escolheu dentre tantas possíveis profissões "servir ao próximo". Claro que não o faz por dinheiro ou aplauso. No entanto, muitas vezes falta em sua vida um simples "obrigado", coisa que o animaria a fazer mais. Sendo colega de vários que já adoeceram ou desistiram tentaremos aqui colocar algumas ações chaves para auxiliar cada servo a
more » ... osseguir e conseguir superar decepções focando nas alegrias do ministério. Por isso, caminharemos pelo fato inicial de que desde o Antigo Testamento, profetas ou pastores foram desafiados quase que além dos seus limites. Também no Novo Testamento, Paulo, Timóteo e o próprio Jesus tiveram seus dias de solidão. Sempre foi uma função que exigiu demais dos seus praticantes. Às vezes "o médico tem de curar-se a si mesmo" (Lucas 4:23), corrigir sozinho as arestas. Terá de compreender diariamente que esta função requer abnegação e solidão (Êxodo 34:3), sabendo que poucos calçam "seus sapatos". Finalmente, como um Enoque moderno (Gênesis 5:24), achar um lugar de paz para recarregar as baterias espirituais e prosseguir para o alvo.
doi:10.34117/bjdv7n12-564 fatcat:6rm4c2et6jhwlcphamer6cluqa