AMAMENTAÇÃO EXCLUSIVA E SEUS FATORES CONDICIONANTES NO VALE DO JEQUITINHONHA E MUCURI / EXCLUSIVE BREASTFEEDING AND ITS CONDITIONING FACTORS IN THE JEQUITINHONHA AND MUCURI VALLEYS

Cíntia Maria Rodrigues, Heloisa Helena Barroso, Andresa De Cássia Corrêa Vieira, Mirele Aparecida Da Conceição, Juliana Nunes Santos, Ana Paula Nogueira Nunes
2020 Brazilian Journal of Development  
RESUMO Objetivo: Relacionar taxas de amamentação exclusiva em crianças de até seis meses de idade com cobertura de pré-natal, óbitos infantis e cobertura das Estratégias de Saúde da Família. Método: Estudo transversal com análise do banco de dados secundários, coletados da Pesquisa por Amostra de Domicílios -MG e do site Minas em números. Resultados: Em relação à cobertura de prénatal, os Vales do Jequitinhonha e Mucuri apresentam 59,5% e 68,1% e amamentação exclusiva de 53,3% e 53,0%,
more » ... amente. Em relação aos óbitos infantis, o Vale do Mucuri possuiu a maior taxa (19%), e a menor taxa de amamentação exclusiva (52,0%). O Vale do Jequitinhonha apresenta uma taxa de óbitos infantis de 17% e a taxa de amamentação exclusiva de 53%. O Vale do Jequitinhonha apresentou uma cobertura de Estratégia de Saúde da Família de 100% e a taxa de amamentação exclusiva foi de 53,0%. O Vale do Mucuri possui uma cobertura de estratégia de saúde da família de 95,9% e uma taxa de amamentação exclusiva de 52%. Conclusão: Os Vales do Jequitinhonha e do Mucuri são regiões com piores indicadores de saúde, necessitando de que a enfermagem tenha um olhar atento para reconhecer e melhorar a qualidade da assistência à saúde. ABSTRACT Objective: To relate exclusive breastfeeding rates in children up to six months of age with prenatal coverage, infant deaths and coverage of the Family Health Strategies. Method: Cross-sectional study with analysis of the secondary database, collected from the Household Sample Survey -MG and from the site Minas in numbers. Results: Regarding prenatal coverage, the Valleys of Jequitinhonha and Mucuri present 59.5% and 68.1% and exclusive breastfeeding of 53.3% and 53.0%, respectively. Regarding infant deaths, Vale do Mucuri had the highest rate (19%), and the lowest rate of exclusive breastfeeding (52.0%). Vale do Jequitinhonha has a 17% infant death rate and an exclusive breastfeeding rate of 53%. Jequitinhonha Valley had 100% Family Health Strategy coverage and the exclusive breastfeeding rate was 53.0%. Mucuri Valley has 95.9% Family Health Strategy coverage and an exclusive breastfeeding rate of 52%. Conclusion: The Jequitinhonha and Mucuri Valleys are regions with the worst health indicators, requiring nursing to have a close eye to recognize and improve the quality of health care.
doi:10.34117/bjdv6n11-556 fatcat:lxfaplgj7jd35jgwzxblkgxffi