DEPRESSÃO E ANGÚSTIA: MODOS DE EXPRESSÃO NA CONTEMPORANEIDADE

Maria Bruna, Mota Pereira, Jane Moreira De Azevedo
2016 unpublished
RESUMO: Este artigo é o resultado de uma pesquisa de iniciação científica realizada no ano de 2015, na Ponti-fícia Universidade Católica de Minas Gerais, campus Arcos, com o objetivo de investigar a relação entre o fe-nômeno da depressão e angústia. O interesse em pesquisar o tema surgiu a partir da constatação da alta incidên-cia do diagnóstico de depressão nos dias atuais. Esse diagnóstico é tão predominante que pode ser descrito como uma epidemia da depressão. Esta pesquisa investiga se a
more » ... a investiga se a depressão é resultado do estilo de vida dos dias atuais e qual é a relação entre depressão e angústia. A metodologia de pesquisa utilizada foi bibliográfica. Assim, o fe-nômeno da depressão foi investigado por um viés social, psiquiátrico e psicanalítico. No contexto psicanalítico, este foi demarcado pela perspectiva dos termos "depressão" e "angústia", a partir da concepção elaborada por Freud e Lacan. A análise da literatura disponível revela que 7,6% da população brasileira com mais de 18 anos apresenta este diagnóstico e que este representa 11,2 milhões de pessoas em todo o território nacional. Observa-mos também que existe uma relação entre angústia e depressão, causada pelo conflito entre o que o Outro exige de nós e por aquilo que o sujeito não consegue tolerar em relação aos próprios desejos. A partir deste preceito, consideramos que não é possível evitarmos o mal da depressão, pois este é um modo singular do sujeito signifi-car as próprias experiências vividas. ABSTRACT: This paper is the result of an undergraduate research internship carried out in 2015, at Universi-dade Católica de Minas Gerais, Arcos campus, and aimed at investigating the relationship between the phenomenon of depression and anguish. The interest in researching the theme emerged from the discovery of a high incidence of the diagnosis of depression in the present day. This diagnosis is so prevalent it can be described as an epidemic of depression. This research investigates whether this is caused by our current lifestyle, and what is the relationship between it and anguish. The research methodology employed was bibliographic. Thus the phenomenon of depression was investigated from a social, psychiatric and psychoanalytic angle. In the context of psychoanalysis, it was explored in the perspective of the terms "depression" and "anguish" according to the definitions made by Freud and Lacan. An analysis of the available literature reveals that 7.6% of the Brazilian population over 18 years is diagnosed with depression, and that this represents 11.2 million people throughout the country. We also observed that there exists a relationship between anguish and depression, caused by the conflict between what the Other requires of us and what the subject cannot tolerate in respect of his/her own desires. It follows from this that we cannot prevent ourselves suffering depression as this is the subject's unique way to give meaning to their own experience.
fatcat:e52gqjbp7jgejh7repsrjanxty