Do Neo-Escolasticismo ao New Criticism: A Intelectualidade Católica Brasileira

Leonardo Avila
2016 380 revista landa   unpublished
Durante a década de trinta, do século XX, estabeleceu-se no Brasil uma intelectualidade de cunho conservador com um propósito neotomista, com semelhanças e diferenças com a filosofia de autores franceses como Jacques Maritain, Georges Bernanos ou Daniel Rops (COMPAGNON, 2003). Entretanto, durante a Segunda Guerra Mundial, muitos artistas e intelectuais que estavam instalados em Paris vieram exilados para a América, assim como aconteceu com juristas e artistas de vanguarda. 1 Esse artigo
more » ... Esse artigo investiga algumas dessas relações interatlânticas de uma intelectualidade espiritualista no período entre-guerras e os primeiros anos depois do armistício, focadas em dois críticos literários principais: Alceu Amoroso Lima, líder dos católicos leigos e um dos mais influentes críticos literários daquele momento 1 Sobre o exílio dos intelectuais franceses, ver: JACKSON, Julian. France: the dark years (1940
fatcat:wvgxtqtx6rculki4ftrtsksunm