O Processo de trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde

Gisetti Corina Gomes Brandão, Débora de Souza Lucena, Jardel Marcelle dos Santos Monteiro, João Henrique Barbosa Neto, José Roniere Morais Batista, Kamylla Soares Nunes, Leilane Mendes Vilar, Stephany da Silva Santos
2021 Research, Society and Development  
Objetivo: Caracterizar o perfil dos Agentes Comunitários de Saúde, e identificar os processos que facilitam e os que dificultam o trabalho dos ACSs. Método: A análise do material empírico oriundo das entrevistas semiestruturadas, com os ACSs do município de Campina Grande- PB, Brasil, escolhidos de forma não probabilística e por conveniência, realizadas no período de maio de 2018 à agosto de 2019, se deu através da análise de conteúdo de Bardin, e sua categorização a partir do Iramuteq 0.6. O
more » ... o Iramuteq 0.6. O estudo teve caráter descritivo-exploratório, de abordagem qualitativa, sistemática e subjetiva. A presente pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) do Hospital Universitário Alcides Carneiro, CAAE n° 65858717.9.00005182. Resultados: Nas falas dos ACSs, identifica-se que os mesmos reconhecem sua importância como agentes facilitadores do serviço, vinculando UBS e comunidade, além do seu papel educativo e seu conhecimento experiente e íntimo aos usuários. Por outro lado, reforçam as dificuldades como a falta de EPIs, dificuldades para lidar com violência doméstica, e na comunidade, há falta de vacinas e outros insumos, e carência no apoio da gestão. Conclusão: Em síntese, a falta de articulação no serviço se mostra o maior impecílio para a efetividade da assistência à comunidade por meio dos ACSs.
doi:10.33448/rsd-v10i1.11442 fatcat:u7sqyymozzaihnqmx2hzi7hjey