DERMATOSCOPIA - CASOS SELECIONADOS DE APLICAÇÕES MENOS EXPLORADAS E REVISÃO DA LITERATURA

Ana Pedrosa, Paulo Morais, Catarina Moreira, Olga Ferreira, Filomena Azevedo
1970 Revista da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia  
Introdução: O âmbito da dermatoscopia estende-se para além da avaliação das lesões pigmentadas, designadamente na avaliação de lesões vasculares, infeciosas e inflamatórias, bem como na patologia do couro cabeludo e ungueal. Pretendemos demonstrar características dermatoscópicas que poderão ser úteis no diagnóstico e seguimento de lesões não melanocíticas.Material e métodos: Selecionaram-se 19 doentes nos quais a dermatoscopia foi utilizada no diagnóstico e/ou seguimento de lesões. Os achados
more » ... esões. Os achados dermatoscópico foram comparados com os publicados na literatura.Resultados: Descrevemos o aspeto dermatoscópico de lesões vasculares, como o hemangioma infantil, o glomangioma, o hemangioma hemossiderótico targetóide, o linfangioma cutâneo circunscrito e a malformação arteriovenosa digital adquirida. Dentro das infeções víricas e infestações, detalhamos os achados dermatoscópicos identificadores de molusco contagioso, verruga vírica, pediculose do couro cabeludo e escabiose. Descrevemos também o aspeto dermatoscópico de lesões de poroqueratose actínica disseminada superficial, psoríase, pitiríase rósea, líquen plano, sarcoidose, queratodermia espinulosa palmoplantar, queratólise punctata, mamilo acessório, hiperplasia sebácea e hemorragia subcórnea, confrontando os resultados obtidos com os padrões dermatoscópicos previamente descritos na literatura e aqui revistos.Conclusões: A dermatoscopia é útil no diagnóstico, prognóstico e follow-up de diversas lesões cutâneas, além das melanocíticas. Verifica-se um aumento exponencial das suas aplicações com o reconhecimento de novos padrões dermatoscópicos, colocando-se a dermatoscopia em posição valiosa entre a clínica e a histologia.
doi:10.29021/spdv.71.4.209 fatcat:7kfrbuewwjej7ikbrydvp2cdcy