Formação Continuada para Professores de Ciências em "Educação para o Desenvolvimento Sustentável": Um estudo de Caso

Lucimara Da, Cunha Santos, Maria Ghisolfi Da Silva
unpublished
RESUMO: Este trabalho é um estudo, cuja temática central é a formação docente, mais especificamente, uma reflexão sobre essa formação dentro do Programa de formação de professores em Educação para o Desenvolvimento Sustentável (EDS) do projeto MCT/CNPq NO 049/2010-REID/Casa Brasil, desenvolvido pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC/SC), Florianópolis-SC. Busca investigar e analisar a formação docente em um curso, cuja proposta se assenta nos princípios e métodos da abordagem EDS.
more » ... s da abordagem EDS. Os resultados sugerem que o curso, embora tenha sido em curto prazo, pode ser um caminho para contribuir na proposição/transformação de práticas mais comprometidas com o meio ambiente. Tais práticas só serão implementadas, se houver disponibilidade interna e espaços de reflexão e colaboração entre os professores. INTRODUÇÃO A preocupação com os problemas ambientais que se agravam e assumem uma dimensão que ultrapassa fronteiras geográficas e limites humanos, está explicitada nos diversos esforços envidados por órgãos oficiais e por entidades da sociedade civil organizada, em discursos e ações de ordem seja educativa, intervencionista ou contestatória. Realidades-mudanças climáticas, aquecimento global, alterações visíveis nos ecossistemas naturais, situações de miséria extrema, perda da biodiversidade, entre outros aspectos-que revelam e destacam, "os danos e avarias físico-químicas sobre a natureza por interferências inadvertidas e até impensadas do ser humano" (PENTEADO, 2010) orientam movimentos que promovem e coordenam atividades relevantes em favor de sensibilizar e promover ações socioeducativas, que gerem uma consciência crítica, ambiental e social e, especialmente, problematize a ética como fundamento da vida humana na sua relação com a natureza, com os outros seres humanos e consigo mesma. (GOERGEN, 2005). Nesses movimentos surge como expressão significativa, a instituição da Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (2005-2014), pela Assembléia Geral das Nações Unidas, em dezembro de 2002, que representa o reconhecimento internacional da educação como "elemento indispensável para alcançar o desenvolvimento sustentável" (ARIMA, KONARÉ, LINDBERG, ROCKEFELLER, 2004, p.7). Assim, se a educação é elemento indispensável, implica, também, na formação de professores, visto que em qualquer proposta inovadora nos processos educativos o professor é um dos elementos essenciais para sua efetiva implementação. Desse modo, ao se considerar os professores como agentes fulcrais na promoção de estilos de vida e na constituição de um novo modo de pensar e agir entende-se que a preocupação primeira deve ser a formação docente. Nesse sentido, a Comissão
fatcat:5ryz44udfjbfzljwbr3qxbdqnq