Análise da influência das redes sociais na formulação de políticas públicas

João Antonio, Rocha Ataide, Dartagnan Ferreira De Macedo, Claudio Zancan, Waldemar Antonio Da Rocha De Souza, Luciana Peixoto, Santa Rita, Maria Aparecida, Souza Melo, Simone Pereira, Silva Bastos
unpublished
RESUMO: Este artigo teve como objetivo identificar convergências entre os principais conceitos relacionados à Análise de Redes Sociais (ARS) e políticas públicas, sobretudo os elementos relacionados à sua concepção. Usou-se uma abordagem exploratória, por meio da técnica de pesquisa bibliográfica, para verificar de forma sistemática as produções científicas recentes acerca do objeto do estudo. Revisou-se a literatura a respeito das redes organizacionais e suas tipologias, assim como do ciclo de
more » ... im como do ciclo de políticas públicas, e registraram-se as interseções existentes entre eles. Concluiu-se que as redes sociais clássicas formadas para o processo de formulação de políticas públicas possuem alto grau de centralidade e baixa densidade, culminando na autonomia relativa do Estado e limitação do potencial de participação dos instrumentos democráticos. A utilização da abordagem de redes é, portanto, uma alternativa viável para a identificação e análise da anatomia da rede social de formulação de políticas públicas, permitindo a melhor exploração do potencial democrático dos instrumentos e do processo. Palavras-chave: Redes sociais. Formulação de políticas públicas. Análise de Redes Sociais. ABSTRACT: This article aimed to identify convergences between the main concepts related to Social Network Analysis (SNA) and public policy, especially the elements related to their design. It used an exploratory approach, through bibliographic research technique, to check systematically recent scientific productions about the object of study. Examined literature about the organization networks and its typologies, as well as the cycle of public policies, and existing intersections between them were registered. Concluded that the classic social networks formed for the public policy making process have a high degree of centrality and low density, culminating in the relative autonomy of the state and limiting the potential participation of democratic instruments. The use of the network approach is therefore a viable alternative to the identification and analysis of the anatomy of the social network of policy formulation, allowing the exploration of the democratic potential of this process.
fatcat:lmxjovcagnfllkof7bxmgswwye