TRADIÇÃO CLÁSSICA OU TRADIÇÃO MODERNA?

Carlos Reverbel'
unpublished
Direito como Descoberta e não como Criação; 1.6 Paradigma Clássico e Paradigma Moderno. Capítulo 11. A Tradição Moderna; 2.1 O Pensamento Moderno e sua Finalidade; 2.2 Espaço Público E Espaço Privado; 2.3 Atividade Política; 2.4 justiça para os Modernos; 2.5 Direito como criação e não como descoberta; 2.6 Paradigma Moderno e Paradigma Clássico; Conclusão; Referências Bibliográficas. INTRODUÇÃO Todo trabalho que pretenda ser científico possui, ao menos, um objeto material e um objeto formal. O
more » ... objeto formal. O primeiro representa um segmento da realidade objetiva que atrai a atenção do leitor. Preocupa-se, essencialmente, com a matéria objeto de análise. O segundo representa o ângulo, a perspectiva, a visão, a forma, o tratamento específico sob o qual examinamos a matéria. Neste sentido, um mesmo fenômeno pode ser analisado de diversas formas, tais como, pela perspectiva da história, da filosofia, da matemática, da antropologia, da teoria do estado, da teologia e, assim, sucessivamente. Vê-se, portanto, que somente o objeto material não faz ciência, não esgota o segmento da realidade objetiva, necessitando da forma específica pela qual a matéria proposta será tratada. Desta forma, o objeto material específico, o segmento da realidade objetiva, a matéria que nos debruçamos no presente trabalho foi a análise de seis pontos que estão presentes tanto na forma de vida do homem clássico, quanto na forma de vida do homem moderno, quais sejam: (1) a finalidade do homem, ou seja, o bern visado por ele; (2) o espaço público e o espaço privado; (3) a atividade política; (4) a justiça; (5) o direito; (6) e as suas diferenças de paradigmas.
fatcat:7447dka7fbeblettkoqiututxe