O MESTIÇO E O IMIGRANTE EM GUIMARÃES ROSA: O ESTRANHAMENTO EM "A VOLTA DO MARIDO PRÓDIGO"

Aline Magalhães De Oliveira Ávila
unpublished
RESUMO: Este artigo pretende ressaltar a importância do tema do estrangeiro na obra de Guima-rães Rosa. Mostraremos como o autor concede o discurso a indivíduos marginalizados, como o mulato e o imigrante no conto "A volta do marido pródigo", e como atua como um transculturador e constrói pontes entre mundos e culturas diferentes. Mesmo quando os conflitos identitários não são solucionados, como é o caso da narrativa aqui estudada, percebe-se o respeito do autor pelas diferenças culturais, sem
more » ... ças culturais, sem valer-se de estereótipos ou ideias preconcebidas a respeito de cada cultura. Evidenciaremos também como o autor ressalta a importância desses sujeitos na construção do país, seja através do braço do imigrante para o trabalho, seja na formação de um povo multiétnico, atra-vés das miscigenações, de que o retrato do mulato Lalino Salãthiel é o exemplo mais evidente. Guimarães Rosa e a voz das minorias Desde sua estreia no cenário literário nacional, com Sagarana em 1946, a obra de Guimarães Rosa despertou espanto e admiração na crítica e nos leitores. Passados mais de sessenta anos, sua literatura ainda intriga os pesquisadores e promove debates entre as mais diferentes linhas críticas acerca de sua obra. Nota-se que alguns temas ainda não fo-ram devidamente explorados pela crítica, como é o caso da presença da imigração na obra rosiana. * Doutoranda em Estudos Literários pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp)
fatcat:mtkyd6xxlfdn3hzlgalnaacvsq