Significados da saúde bucal na velhice

Rachel Batista Araújo, Flamínia Manzano Moreira Lodovici, Elisabeth Frohlich Mercadante
2015 Kairós Gerontologia  
Este trabalho é resultado de um estudo guiado por um questionário semi-estruturado, aplicado em situação de entrevista individual a oito idosos, de ambos os sexos, entre 67 e 85 anos. A partir do relato das histórias das suas próprias bocas, o objetivo foi identificar e analisar as respostas que evidenciam sua posição diante da questão da saúde bucal, como forma de aumentar os saberes odontológicos sobre a velhice, bem como de tentar qualificar ações e serviços voltados para as pessoas idosas.
more » ... s sujeitos, funcionalmente independentes, foram selecionados dentre os residentes de uma Instituição de Longa Permanência e dentre os participantes ativos de uma Universidade Aberta à Maturidade, justamente porque se acredita que personagens desses dois ambientes pensam de forma diferente sobre saúde e saúde bucal. Trata-se de pesquisa qualitativa, com abordagem interdisciplinar, buscando respostas a questões de um mesmo campo semântico, ainda que em relações diversas: saúde bucal, cuidados bucais, hábitos bucais, dentista, dente, dor de dente, saúde em geral do corpo, prótese e estética, estética e corpo, saúde pública, além de direitos dos idosos. Concluiu-se que os significados da saúde bucal na velhice, manifestos por esses sujeitos, mantêm relação com exemplos familiares valorizados por eles, com a vida social, a qualidade dos relacionamentos dentro e fora de suas casas, seu bem-estar, sexualidade, dentre aspectos outros correlatos, evidenciados durante a pesquisa.
doaj:c71683b6c49541e799cc6bb86b792327 fatcat:6kyfsou6ffch7hhqmls7x66bda