Erasmus Darwin e os seres vivos: concepções de \'evolução\' e herança [thesis]

Pedrita Fernanda Donda
O sonho Sonhe com aquilo que você quiser. Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só se tem uma chance de fazer aquilo que quer. Tenha felicidade bastante para fazê-la doce. Dificuldades para fazê-la forte. Tristeza para fazê-la humana. E esperança suficiente para fazê-la feliz. As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas. Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos. A felicidade aparece para aqueles que choram. Para aqueles que
more » ... Para aqueles que se machucam. Para aqueles que buscam e tentam sempre. E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas. todo suporte que tornou possível o desenvolvimento deste trabalho. À Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) pela bolsa de mestrado. À Prof. Dra. Lilian Al-Chueyr Pereira Martins por todo apoio e oportunidades oferecidas. Muito obrigada pela amizade, confiança e dedicação. Sou grata por todo suporte e todos os momentos compartilhados. Aos meus pais, Sergio e Ana, por terem me dado todas as condições necessárias para realização deste trabalho, por estarem sempre presentes nos momentos em que mais precisei, sendo verdadeiramente meu porto seguro. Sem vocês nada teria sido possível. Às minhas companheiras de laboratório, Gisele e Cintia, que estiveram presentes durante o meu trabalho e me ajudaram de várias formas. Vocês me trouxeram muitos ensinamentos, profissionais e pessoais. À minha amiga Andrea que sempre esteve presente nos momentos difíceis e me ajudou a conseguir uma bibliografia importante para essa dissertação. Agradeço também todas as pessoas que me ajudaram indiretamente. Muito obrigada. Resumo Erasmus Darwin e os seres vivos: concepções de "evolução" e herança Erasmus Darwin (1731-1802) apresentou suas ideias "evolutivas" principalmente no fim do século XVIII. No entanto, elas não foram consideradas na época. Seu neto, Charles Darwin (1809-1882), na 6ª edição do Origin of species as avaliou de modo negativo, comparando-as às "concepções equivocadas" de Lamarck. O objetivo desta dissertação é inicialmente, descrever as concepções de hereditariedade e evolução de Erasmus, considerando o contexto de sua época. Além disso, procura esclarecer se o tratamento recebido se deveu a uma proposta fraca ou se ela mereceria uma maior consideração. Esta dissertação contém uma Introdução e quatro capítulos. O Capítulo 1 discute a vida, trabalhos e contexto em que Erasmus apresentou suas ideias. O Capítulo 2 lida com as concepções de herança e evolução presentes em Zoonomia. O Capítulo 3 discute sobre as concepções de Erasmus sobre a transformação das espécies nas plantas. O Capítulo 4 compara as concepções evolutivas de Erasmus com as de Lamarck. O Capítulo 5 procura responder às perguntas colocadas no início desta pesquisa e apresenta algumas considerações finais sobre o assunto discutido. Esta pesquisa leva à conclusão de que a transmutação das espécies não era o principal interesse de Erasmus. Ele não ofereceu uma fundamentação empírica para suas ideias. Este fato, juntamente com a situação sóciopolítico-religiosa da época, muito provavelmente contribuiu para a recepção sofrida. Além disso, embora existam algumas semelhanças entre as propostas de Erasmus e Lamarck, existem também grandes diferenças tais como a abrangência da pesquisa, o espaço dedicado à discussão das ideias, a fundamentação oferecida, dentre outras. Erasmus não propôs uma teoria coerente lidando com desde a origem da vida até o aparecimento do homem como Lamarck. Ele somente apresentou algumas ideias a esse respeito em obras dedicadas a outros assuntos. Abstract Erasmus Darwin and the living beings: conceptions of evolution and inheritance
doi:10.11606/d.59.2016.tde-24032016-092306 fatcat:nqqds5tgbvhfzbzhkh2byhioom