PROCESSAMENTO SENSORIAL E DESENVOLVIMENTO COGNITIVO DE LACTENTES NASCIDOS PRÉ-TERMO E A TERMO

Flávia Regina Ribeiro Cavalcanti Buffone, Sophie Helena Eickman, Marília de Carvalho Lima
2016 Cadernos de Terapia Ocupacional  
Resumo: Introdução: Estudos atuais apontam para as repercussões que as alterações de processamento sensorial trazem para o desenvolvimento neuropsicomotor infantil. Pouco se conhece sobre a influência dessas alterações no desenvolvimento cognitivo de lactentes, porém sabe-se que estas interferem negativamente no desempenho das atividades cotidianas e trazem prejuízos ao longo da vida do indivíduo. Objetivo: Avaliar a relação entre o processamento sensorial e o desenvolvimento cognitivo de
more » ... tes, e a associação entre a prematuridade e o processamento sensorial dessa população. Método: Estudo de corte transversal realizado no Ambulatório de Puericultura do Hospital das Clínicas da UFPE, no período de dezembro de 2009 a agosto de 2010. A amostra consistiu de 182 lactentes de oito a 15 meses de idade, dos quais 54 (29,7%) nasceram prematuros, sendo feita a correção da prematuridade para 40 semanas de idade gestacional. Utilizou-se o Test of Sensory Functions in Infants (TSFI), para avaliar o processamento sensorial, e a Bayley Scales of Infant and Toddler Development III, na avaliação do desenvolvimento cognitivo. Resultados: Verificou-se uma frequência significantemente maior de processamento sensorial em risco e deficiente entre os lactentes nascidos pré-termo (37%) quando comparado ao processo sensorial dos nascidos a termo (21,9%). O atraso cognitivo foi significantemente maior (8,3%) entre os lactentes com processamento sensorial em risco e deficiente em relação aos com processamento sensorial normal (1,5%). Conclusão: A prematuridade foi considerada um fator de risco para distúrbio do processamento sensorial e os lactentes diagnosticados com este distúrbio apresentaram atraso cognitivo mais frequentemente. A prematuridade, isoladamente, não esteve associada ao atraso cognitivo. Abstract: Introduction: Current studies show the repercussion of sensory processing disorder in infant neurodevelopment. Little is known about the influence of these disorders in the infant's cognitive development, however, it is known that they negatively interfere on daily life activities and remain during life course. Objective: To evaluate the relationship between sensory processing and cognitive development in infants and the association between prematurity and sensory processing in this population. Method: This is a cross-sectional study conducted in the Childcare Outpatient The sample consisted of 182 infants from 8 to 15 months, of which 54 (29.7%) were born preterm with the prematurity age correction made to 40 weeks of gestational age. We used the Test of Sensory Functions in Infants (TSFI) to evaluate the sensory processing and the Bayley Scales of Infant and Toddler Development III to assess cognitive development. Results: There was a significantly higher frequency of at risk
doi:10.4322/0104-4931.ctoao0731 fatcat:upex2nihfjefxklsvpqvb4bebi