Dar a ver memórias indizíveis. O presente do passado da escravidão em Ouidah, Benin

Gaetano Ciarcia
2011 História Unisinos  
Dar a ver memórias indizíveis. O presente do passado da escravidão em Ouidah, Benin 1 A presentation of unmentioned memories: The present of the past of slavery in Ouidah, Benin Gaetano Ciarcia 2 ciarcia.gaetano@wanadoo.fr Resumo. Através da trajetória de "pessoas-recursos", que equilibram patrimônio nativo com transmissão do saber letrado, este artigo pretende perceber como os usos memoriais e patrimoniais do passado de escravidão estão ligados à renovação das antigas tradições religiosas,
more » ... ões religiosas, como o vodu, em Ouidah, Benin. Equilibrados entre o conhecimento erudito da tradição e a adesão moral e ritual aos "segredos" do vodu, os transmissores de memórias culturais operam uma reapropriação carismática do capital cultural. Este é constituído pela "tradição" e pelo passado do comércio de escravos, de que eles afirmam ser ao mesmo tempo os conhecedores e os detentores. Palavras-chave: memórias, escravidão, religião vodu, tradição. Abstract. Th rough the career of "resource persons", who balance native heritage and the transmission of scholarly knowledge, this article discusses how memorial and patrimonial uses of the past of slavery are connected to the renewal of ancient religious traditions such as voodoo in Ouidah, Benin. Maintaining a balance between the scholarly knowledge of tradition and the moral and ritual adherence to the voodoo "secrets", the transmitters of cultural memories operate a charismatic reappropriation of cultural capital. Such cultural capital consists both of the "tradition" and the past of slave trade, of which they claim to be owners and witnesses at the same time.
doi:10.4013/htu.2011.153.01 fatcat:tyvy6zr6nvfz7lbu46o24bouqa