Prebiótico, probiótico e simbiótico para larvas de Trichogaster leeri (Bleeker, 1852, Perciformes, Osphronemidae)

R.V. Azevedo, J.C. Fosse Filho, S.L. Pereira, D.R. Andrade, M.V. Vidal Júnior
2016 Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia  
RESUMO Avaliou-se a suplementação de prebiótico (mananoligossacarídeo - 2g/kg), probiótico (Bacillus subtilis, Cohn, 1872, Bacillales, Bacillaceae - 2g/kg) e simbiótico (mananoligossacarídeo - 2g/kg + B. subtilis - 2g/kg), em rações para larvas de Trichogaster leeri (Bleeker, 1852, Perciformes, Osphronemidae), durante a transição alimentar, sobre o crescimento, a sobrevivência, a morfometria intestinal e a resistência ao estresse por exposição aérea. Para isso, 420 larvas (0,45±0,05mg) foram
more » ... 45±0,05mg) foram distribuídas em 20 aquários (3,5L), em delineamento inteiramente ao acaso, com cinco tratamentos e quatro repetições, durante 28 dias, a saber: 12 dias de alimento vivo (AV) + oito dias de coalimentação (AV + ração controle) + oito dias de ração controle; 12 dias de AV + oito dias de coalimentação (AV + ração prebiótico) + oito dias de ração prebiótico; 12 dias de AV + oito dias de coalimentação (AV + ração probiótico) + oito dias de ração probiótico; 12 dias de AV + oito dias de coalimentação (AV + ração simbiótico) + oito dias de ração simbiótico; 28 dias de AV. Larvas que receberam apenas AV apresentaram resultados de desempenho zootécnico significativamente superiores às larvas dos demais tratamentos, exceto para taxa de crescimento específico em comprimento e sobrevivência, que foram semelhantes aos resultados obtidos por larvas que receberam rações suplementadas com simbiótico. Larvas que receberam a ração controle apresentaram resultados significativamente inferiores para altura das vilosidades intestinais e taxa de resistência ao estresse comparando-se aos demais tratamentos. Os resultados deste estudo indicam que a suplementação com prebiótico, probiótico e simbiótico exerce efeito positivo sobre a sobrevivência, a morfometria intestinal e a resistência ao estresse em larvas de T. leeri, no entanto somente a suplementação com simbiótico resulta em melhora no crescimento.
doi:10.1590/1678-4162-8580 fatcat:7nun3dqjo5bxrh6pltitb52why