Pteridófitas de um remanescente de Floresta Atlântica em São Vicente Férrer, Pernambuco, Brasil: Pteridaceae

Marcio Roberto Pietrobom, Iva Carneiro Leão Barros
2002 Acta Botânica Brasílica  
Foi realizado um levantamento florístico da pteridoflora da Mata do Estado, localizada no município de São Vicente Férrer, Zona da Mata Norte do Estado de Pernambuco. O estudo foi desenvolvido nesta área, devido a sua grande extensão, ca. 600ha, e também pela existência de uma grande diversidade de pteridófitas, resultado de um gradiente de umidade onde os fatores ambientais e físicos como os níveis de altitude, as precipitações pluviométricas, bem como a distribuição dessas precipitações têm
more » ... precipitações têm importância fundamental para a vegetação da área. Foram empregados métodos tradicionais para o levantamento florístico, no período de um ano. Para a análise e identificação taxonômica dos exemplares coletados, foram utilizadas técnicas usuais e literaturas especializadas. São apresentadas ilustrações e distribuição geográfica das espécies, bem como, descrição da espécie nova referência e comentários da família, gêneros e espécies. O trabalho contribui para um maior conhecimento florístico e ecológico da pteridoflora de Reservas de Floresta Atlântica Serrana no Nordeste do Brasil. A família Pteridaceae está representada na área estudada por 20 espécies, distribuídas em sete gêneros (Pityrogramma Link, Adiantopsis Fée, Hemionitis L. e Acrostichum L. uma espécie cada; Doryopteris J. Sm. quatro espécies; Adiantum L. nove espécies e Pteris L. três espécies e uma variedade). Foi registrada uma nova referência para o estado de Pernambuco: Adiantum humile Kunze.
doi:10.1590/s0102-33062002000400008 fatcat:k5v666mamfepfguy7yzmqmcfea