Endoscopic management of a delayed diagnosed foreign body esophageal perforation

Eduardo Rodrigues-Pinto, Pedro Pereira, Guilherme Macedo
2014 GE Jornal Português de Gastrenterologia  
Foreign body-induced perforation is responsible for 16.7% of esophageal perforations and may be associated with respiratory failure, sepsis or hemorrhage if delayed diagnosis and treatment. The mortality rate of esophageal perforations hovers close to 20%, especially if treatment is delayed more than 24 h. Esophageal perforation management remains controversial and treatment decisions should be individualized depending on the etiology of perforation, degree of mediastinopleural contamination,
more » ... al contamination, underlying esophageal disease, and overall health status of the patient. We report a case of successful endoscopic management in a delayed diagnosis of an esophageal perforation presenting with an associated peri-esophageal abscess. Abordagem endoscópica de uma perfuração esofágica por corpo estranho com 5 dias de evolução Resumo Perfuração por corpo estranho é responsável por 16,7% de perfurações esofágicas, podendo ser complicada por insuficiência respiratória, sépsis ou hemorragia, principalmente se houver atraso no diagnóstico e/ou tratamento. A taxa de mortalidade das perfurações esofágicas ronda os 20%, sobretudo quando o intervalo de tempo até ao tratamento ultrapassa as 24 h. A abordagem da perfuração esofágica é um tema controverso e as decisões terapêuticas devem ser individualizadas, dependendo da etiologia da perfuração, do grau de infeção mediastínico/pleural, da patologia esofágica de base e do estado geral do doente. Descrevemos um caso clínico de uma abordagem endoscópica de uma perfuração esofágica por corpo estranho com 5 dias de evolução, com abcesso peri-esofágico associado.
doi:10.1016/j.jpg.2013.10.003 fatcat:xl5znoj2xbepvhyh6fsg7l2y3a