SINCRONIZAÇÃO DO CONHECIMENTO NO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO E MODELO DE NEGÓCIO: O CASO DA IMPRESSORA 3D

Antonio Batocchio, Samuel dos Santos Silva, Matheus Franco, Vinicius Minatogawa, Izabela Simon Rampasso, Danilo Gusmão
2017 Blucher Design Proceedings   unpublished
Materiais e Processos de Fabricação, UNICAMP RESUMO O desenvolvimento de produtos, por vezes, é cercado de incertezas. Especialmente por seu sucesso estar atrelado não apenas a desafios técnicos, porém, também mercadológicos. Com a evolução da ciência de desenvolvimento de produtos e da competitividade empresarial, hodiernamente enxerga-se o mercado além das fronteiras da parte final de uma cadeia de suprimentos, não apenas como simples receptor de resultados. Isto é, o desenvolvimento de
more » ... volvimento de produtos passa pelo entendimento e compreensão das necessidades dos consumidores. Em investigação bibliográfica é possível verificar vasto arcabouço literário referente ao desenvolvimento de produtos, bem como de sua relação intrínseca com o mercado. Todavia, não é notória a presença de estudos que demonstram como ocorre a gestão do conhecimento, no intercâmbio de informações entre a criação do novo produto e o aprendizado sobre as necessidades do mercado. Desta forma, o presente trabalho procurou realizar simultaneamente o desenvolvimento de uma impressora 3D como produto, alinhado com informações do mercado e amparado por modelos de gestão do conhecimento. Como resultado observou-se informações mercadológicas influenciando nas decisões relacionadas ao desenvolvimento da impressora, e desafios técnicos alterando o desenvolvimento do modelo de negócio do produto, num contexto de gestão do conhecimento. Palavras-chave: Desenvolvimento de Produtos; Desenvolvimento de Clientes; Gestão do Conhecimento Área: Desenvolvimento de novos Produtos INTRODUÇÃO O objetivo do desenvolvimento de produtos é criar produtos que correspondam às necessidades dos consumidores. O sucesso de muitas empresas depende dessa habilidade de identificar necessidades de clientes, e introduzir a estes produtos que os satisfaçam (Mkrtchyan, 2015). Desta forma, o desenvolvimento de novos produtos pode ser entendido como um processo composto por um número de fases definidas (Cooper, 2008), e fundamentalmente multidisciplinar (Olson, 2001). Tais características fazem com que o processo de desenvolvimento ocorra com equipes de competências diversificadas como P&D, projeto, engenharia, manufatura, marketing e compras (Mishra and Shah, 2009) . O sucesso na
doi:10.5151/cbgdp2017-100 fatcat:bq7wclkhb5foxplsegs4idkq3q