FRUTAS COMERCIALIZADAS EM FEIRA LIVRE APRESENTAM MAIOR TEOR DE-CAROTENO E VALOR DE VITAMINA A

Alim, Nutr, Araraquara
unpublished
RESUMO: Em países em desenvolvimento, como o Brasil, a maior parte da vitamina A da dieta é proveniente de carotenoides pró-vitamínicos A como -caroteno e, principalmente, -caroteno presentes em frutas e hortaliças. O conteúdo de carotenoides nas frutas pode ser afetado por diversos fatores, entre eles o local de comercialização. Assim, foram investigados a ocorrência e o conteúdo de -e -caroteno em cinco frutas (goiaba Paluma, kiwi, mamão Formosa, manga Haden e maracujá azedo) comercializadas
more » ... o) comercializadas em três mercados e uma feira livre do município de Viçosa, Minas Gerais. Os carotenoides foram extraídos em acetona e analisados por cromatograÞ a líquida de alta eÞ ciência, utilizando detector de arranjo de diodos. O -caroteno não foi encontrado em nenhuma amostra. O -caroteno foi identiÞ cado e quantiÞ cado em todas as frutas. Os teores de -caroteno e os valores de vitamina A das frutas comercializadas na feira livre, exceto no mamão, foram estatisticamente superiores aos daquelas comercializadas nos mercados. O maior conteúdo de -caroteno foi observado no maracujá (1,97mg/100g), seguido da manga Haden (1,47mg/100g), goiaba Paluma (1,05mg/100g), mamão Formosa (0,38mg/100g) e kiwi (0,20mg/100g). O maracujá, a manga Haden e a goiaba Paluma mostraram-se excelentes fontes de pró-vitamina A para crianças e boas fontes para homens adultos. O mamão Formosa mostrou-se fonte de vitamina A para crianças. O maracujá, a manga Haden, a goiaba Paluma e o mamão Formosa mostraram-se fontes de -caroteno e contribuíram de forma importante para o suprimento das recomendações de vitamina A para homens adultos e crianças. PALAVRAS-CHAVE: Carotenoides; goiaba Paluma; mamão Papaya; kiwi; manga Haden; maracujá. INTRODUÇÃO Os carotenoides desempenham importante papel na saúde humana. 27 Alguns carotenoides como o -e -caroteno são passíveis de conversão em vitamina A, 19 que é essencial para a diferenciação celular, a visão, o crescimento ósseo, a reprodução e a integração do sistema imunológico. 6, 11 Estudos epidemiológicos revelam que os carotenoides, principalmente o -caroteno, contribuem para a prevenção e o tratamento de doenças cardiovasculares, reduzindo a oxidação do LDL-colesterol e a formação da placa arterosclerótica. 10,29 Além disso, têm sido propostos mecanismos como a modulação do metabolismo carcinogênico, a inibição da proliferação celular, o aumento da diferenciação celular e a estimulação da comunicação juncional gap, sinalização retinoide dependente, impacto sobre a regulação do crescimento celular e indução de enzimas de desintoxicação. 5, 10, 26, 27 Em países em desenvolvimento, como o Brasil, onde produtos de origem animal (fontes de vitamina A pré-formada) não são economicamente acessíveis para toda a população, a vitamina A da dieta é proveniente principalmente de carotenoides pró-vitamínicos A como -e -caroteno presentes nas hortaliças e frutas. 18 Devido ao seu clima tropical e subtropical, o Brasil conta com grande número de frutas fontes de carotenoides pró-vitamínicos, 18 que podem ser adquiridas a um custo relativamente baixo e estão prontamente disponíveis durante todo o ano. Frutas populares tais como o mamão, a goiaba e a manga constituem boas fontes de carotenoides. No entanto, o conteúdo de carotenoides em frutas e hortaliças pode ser afetado por uma série de fatores intrínsecos e extrínsecos à matriz alimentar, entre os quais se destacam as condições de comercialização em mercados e feira livre. Os mercados e a feira livre comercializam grande número de produtos hortifrutigranjeiros, especialmente no município de Viçosa. Nos mercados, as frutas são, geralmente, colocadas à venda em locais apropriados e protegidos do sol, porém o período de tempo entre a colheita e a comercialização é, na maioria das vezes, desconhecido. Já na feira livre, as frutas e hortaliças Þ cam expostas ao sol,
fatcat:nqs7jzgff5awxipmwgbu5seuwu