Teoria queer e educação para uma abordagem não normalizadora

Wendel Souza Santos
2017 Revista Sem Aspas  
RESUMO: A analítica queer comumente relacionada a estudos de gênero é uma abordagem conceitual recente. Este artigo objetiva principalmente trazer à tona essa perspectiva explorada na análise crítica do campo educacional. Portanto, o grande desafio na educação seja o de re-pensar o que seja educar, como educar e para quem educar. Em uma perspectiva não normalizadora, educar seria uma atividade dialógica em que as experiências até hoje inviabilizadas, não-reconhecidas, ou, mais comumente,
more » ... s comumente, violentadas, passassem a ser incorporadas no cotidiano escolar, modificando a hierarquia entre quem educa e quem é educado e buscando estabelecer mais simetria entre eles de forma a se passar da educação para um aprendizado relacional e transformador para ambos. PALAVRAS-CHAVE: Diferença. Educação. Teoria queer. Identidade. RESUMEN: La analítica que quiera comúnmente relacionada con estudios de género es un enfoque conceptual reciente. Este artículo objetiva principalmente traer a la luz esa perspectiva explorada en el análisis crítico del campo educativo. Por lo tanto, el gran desafío en la educación es el de reflexionar lo que sea educar, cómo educar y para quien educar. En una perspectiva no normalizadora, educar sería una actividad dialógica en que las experiencias hasta hoy inviabilizadas, no reconocidas, o, más comúnmente, violadas, pasas a ser incorporadas en el cotidiano escolar, modificando la jerarquía entre quien educa y quien es educado y buscando establecer más simetría entre ellos para pasar de la educación a un aprendizaje relacional y transformador para ambos. ABSTRACT: Queer analytical commonly related to gender studies is a recent conceptual approach. This article aims mainly to bring out the prospect explored the critical analysis of the educational field. So the big challenge in education is to rethink what is educate, educate and educate and to whom. In a non-normalizing perspective, educate would be a dialogical activity in that the experiences to date unfeasible, non-recognized, or more commonly, raped, started to be incorporated into the school routine, changing the hierarchy between who teaches and who is educated and seeking establish more symmetry between them in order to move from education to a relational learning and transformative for both. Introdução Este artigo objetiva trazer à tona uma perspectiva crítica de análise diferença e educação explorada nos estudos organizacionais brasileiros, conhecida como teoria queer.
doi:10.29373/semaspas.v6.n2.2017.8224 fatcat:wtfe4kcsn5ad7c5dmo6ek6taqa