Capacidade funcional em pacientes com doença falciforme em Salvador-BA Functional capacity in patients with sickle cell disease in Salvador-BA city

Leilane Cardoso, Rebouças, Rodrigues, Érica Mirales, Oliva, Mila Vaz De Carvalho Sampaio, Martinez, Bruno Prata, Pires, Thiago Queiroz
2016 unpublished
Resumo Introdução: A Doença Falciforme (DF) é hereditária que atua de forma sistêmica e predispõe a complicações pulmonares com repercussão na capacidade funcional do indivíduo. Objetivo: Comparar a capacidade funcional (CF) de indivíduos com a doença falciforme aos valores de normalidade. Métodos: Trata-se de um estudo transversal analítico, no qual foram selecionados indivíduos com idade ≥18 anos e com a doença em um centro especializado de referência, com estabilidade clínica e ausência de
more » ... ise vaso oclusiva por dois meses, coletada com amostras entre os meses de julho e novembro de 2014, com 18 indivíduos de ambos os sexos contemplando a amostra. O instrumento de avaliação da capacidade funcional foi o Teste de Caminhada de 6 minutos (TC6min), no qual foi mensurada a distância percorrida em metros e comparada com a equação de referência para distância percorrida no TC6min em adultos saudáveis no Brasil. Para comparação desses valores, bem como das variáveis cardiorrespiratórias pré e pós-teste, foi utilizado o Teste T pareado de Student. Resultados: A amostra apresentava como característica um índice de massa corporal (IMC) de 22,9±5,6 kg/ m 2. Já a média da distância percorrida no TC6min na amostra estudada foi 335,3±70,6 metros a qual foi inferior 33,6% a média prevista (504,7±5,5 m) pela equação de referência (p<0,001). Na análise das variáveis cardiovasculares pressão arterial sistólica (PAS), pressão arterial diastólica (PAD) e frequência cardíaca (FC), não observou-se diferença significativa entre os valores pré e após o teste. Conclusão: Os indivíduos com doença falciforme apresentaram uma menor capacidade funcional em relação aos valores previstos para população brasileira, o que sugere a importância da avaliação de intervenções para melhora dessa capacidade funcional, dentro dos fatores reversíveis. Palavras-chave: Anemia falciforme; Tolerância ao exercício; Valores de referência. Abstract Introduction: Sickle Cell Disease (SCD) is an inherited disease that acts systemically and predisposes to pulmonary complications with repercussions on the individual's functional capacity. Objective: To compare the functional capacity (CF) in patients with sickle cell disease to normal values. Methods: This is an analytical cross-sectional study, were individuals aged ≥18 years with SCD with clinical stability and absence of occlusive vessel crisis for two months were selected in a specialized referral center between the months of July and November 2014. 18 individuals of both genders composed the sample. The evaluation instrument of functional capacity was the 6-minute walk test (6MWT). Distance was measured in meters and compared to the reference equation for distance covered in the 6MWT in Brazilian healthy adults. The comparison of distance, as well as the cardiorespiratory variables of pre and posttest was done using the paired Student t-test. Results: The sample had a body mass index (BMI) of 22.9 ± 5.6 kg / m2. The mean distance walked in the 6MWT in the sample studied was 335.3 ± 70.6 meters which was 33.6% lower than the expected average (504.7 ± 5.5 m) by the reference equation (p <0.001). No significant differences in cardiovascular variables (systolic blood pressure [SBP], diastolic blood pressure [DBP] and heart rate [HR] were observed observed when comparing the values before and after the test. Conclusion: Individuals with sickle cell disease had a lower functional capacity in relation to the predicted values for the population which reinforces the importance of evaluating interventions that aim to improve functional capacity within the reversible factors.
fatcat:gakojf4vlzcyhnfpsbelmif3o4