Avaliação do Desempenho e Eficiência Energética de Um Secador para Café de Fluxos Concorrentes e Contracorrentes

S. Martin, J.N. Silva, A.F. Lacerda Filho, D.M. Queiroz, F.L. Zanatta
2009 Revista Engenharia na Agricultura - REVENG  
RESUMO Objetivou-se com este trabalho a avaliação do desempenho e eficiência energética de um secador para café de fluxos concorrentes e contracorrentes. O secador foi construído com o primeiro estádio de secagem de fluxos concorrentes, separado por uma câmara de repouso, do segundo estádio de secagem de fluxos contracorrentes. Foram aplicados dois tratamentos de secagem, caracterizados como tratamento 01 a secagem intermitente com revolvimento intermitente, à temperatura do ar de secagem de 45
more » ... ar de secagem de 45 ºC, e tratamento 02 a secagem intermitente com revolvimento contínuo, à temperatura do ar de secagem de 70 ºC. Para os testes em que foram utilizados no tratamento 01, o teor de água inicial e final observado foi respectivamente de 33,9 ± 5,0 e 11,8 ± 0,7 % (b.u.) no tratamento 02, o teor de água inicial e final foi respectivamente de 29,0 ± 3,6 e 11,6 ± 1,0 % (b.u.). Com base nos resultados obtidos, pode-se concluir que os níveis de temperatura da massa de grãos, em ambos os tratamentos, permaneceram dentro dos recomendados para café. A secagem intermitente com revolvimento contínuo a 70 ºC apresentou menor consumo específico de energia, em relação à secagem intermitente com revolvimento intermitente a 45 ºC. Maior consumo específico de energia foi observado em testes cujo término da secagem ocorreu em poucas horas após o período de repouso. Palavras-chave: Pós-colheita, secador, café. ABSTRACT ENERGY EFFICIENCY AND PERFORMANCE OF A COFFEE GRAIN DRYER USING CONCURRENT AND COUNTER-CURRENT FLOWS This study was done to evaluate the performance and energy efficiency of a coffee grain dryer using concurrent and counter-current air flow. The first concurrent flow drying stage was separated from the second counter-current flow stage by a repose chamber. The first drying treatment was characterized by intermittent drying with mixing with the air at 45°C, and the second by intermittent drying with continuous reflux at the air at 70°C. In the first drying system initial and final moisture contents were 33.9 ± 5.0 and 11.8 ± 0.7% (w.b.), respectively, compared to 29.0 ± 3.6 and 11.6 ± 1.0% in the second treatment. The grain temperature remained within the recommended values for coffee. Intermittent drying, with continuous mixing, at 70°C consumed less energy compared to the intermittent drying with intermittent mixing at 45°C, and there was greater specific energy consumption in tests where the drying was concluded in few hours after the repose period.
doi:10.13083/1414-3984.v17n06a04 fatcat:6s7mbtu62bfjdjn4ude7lklpge