Uma apresentação crítica dos conceitos de globalização hegemônica e contra-hegemônica à luz das novas manifestações populares internacionais

Isabella Gonçalves Miranda, Fábio André Diniz Merladet
2012 Primeiros Estudos  
Resumo: O presente artigo tem como objetivo dialogar com as teorias contemporâneas da democracia na era da globalização, propondo uma reflexão apurada sobre a emergência de novos fenômenos, atores e arranjos pós-nacionais. Na primeira parte é contextualizada a situação de crise da democracia na era da globalização e o problema do déficit democrático nas esferas transnacionais; em seguida, são apresentados dois projetos políticos, o hegemônico e o contra-hegemônico, que buscam redefinir os
more » ... redefinir os valores e procedimentos dessa prática política. Por fim, o texto debruça-se sobre as possibilidades de desenvolvimento de uma sociedade civil global capaz de democratizar as instâncias pós-nacionais, em diálogo com a renovação da teoria deliberativa. Palavras-chave: globalização, democracia, deliberação, hegemonia, contra-hegemonia. Introdução No início do século XXI, o mundo inteiro assistiu a um conjunto de processos de contestação política. As variadas manifestações e os levantes populares, como as contestações à OMC (Organização Mundial do Comércio) que ocorreram 1999 em Seattle, o Fórum Social Mundial que, partindo de Porto Alegre, internacionalizou-se rapidamente, e mais recentemente, os ataques hackers, as ocupações de espaços públicos como ocorreram na Espanha com os Indignados, no Chile com o Movimento Estudantil e em Nova Iorque com o Occupy Wall Street, revelam-nos um mosaico de revoltas que, embora devam ser contextualizadas e tenham suas particularidades, trazem em comum um quadro de insatisfações diante da democracia minimalista e das lógicas de mercado hegemônicas que se globalizaram, o que se manifesta por meio de seus discursos e práticas e na defesa do que atualmente denomina-se democracia real 1 . * Graduandos em Ciências Sociais -UFMG. 1 Democracia real é um termo recentemente cunhado pelos novos movimentos de contestação política para denominar as aspirações e as práticas desses movimentos e levantes populares que questionam os modelos hegemônicos de democracia, a saber, os modelos minimalistas.
doi:10.11606/issn.2237-2423.v0i3p7-24 fatcat:x6fgiy5taff4lklnbywys4qudu