Efeito de épocas de semeadura e regimes hídricos em duas cultivares de arroz de sequeiro

Rogério T. de Faria, Marcos V. Folegatti
2001 Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental - Agriambi  
Áreas irrigadas requerem cultivo intensivo para maximizar o uso da terra e do sistema de irrigação. A cultura do arroz, devido a resposta à suplementação hídrica, elevado potencial produtivo e compatibilidade fitotécnica com outras culturas, tem elevado potencial para uso em sucessão de cultivos nas áreas irrigadas por aspersão no norte do Paraná. Com o objetivo de se determinar o potencial produtivo, o requerimento hídrico e a duração do ciclo fenológico do arroz, duas cultivares de sequeiro
more » ... APAR 9 e IAPAR 64) foram semeadas em duas épocas (5 de outubro e 1º de dezembro) e submetidas a três regimes hídricos (irrigação a tensões de 25 e 70 kPa e sem irrigação) em Londrina, PR. A produtividade foi elevada na semeadura de outubro (5400 a 6000 kg ha-1) e menor na de dezembro (1600 a 4800 kg ha-1) devido à baixa temperatura no final do ciclo, principalmente para a cultivar de ciclo tardio (IAPAR 64); não houve diferença significativa entre os tratamentos irrigados mas a deficiência hídrica decresceu a produção do tratamento sem irrigação, em cerca de 50%, e atrasou a floração. Concluiu-se, então, que o arroz constitui uma alternativa promissora para sucessão de culturas em projetos de irrigação na região.
doi:10.1590/s1415-43662001000100008 fatcat:hztcggpghng4bkzgrdp5trleam