Disfluências e velocidade de fala em produção espontânea e em leitura oral em indivíduos gagos e não gagos

Joana Cecilia Baptista Ramalho Pinto, Ana Maria Schiefer, Clara Regina Brandão de Ávila
2013 Audiology: Communication Research  
OBJETIVO: Investigar e caracterizar a velocidade de fala e as rupturas da fala em situação espontânea e em leitura oral, em indivíduos gagos e não gagos e investigar a relação entre essas variáveis. MÉTODOS: Trinta participantes com idades entre 17 e 59 anos e, no mínimo, oito anos de escolaridade, constituíram o Grupo Estudo, com 15 indivíduos gagos, e o Grupo Controle, com 15 indivíduos não gagos. Os indivíduos do Grupo Controle e do Grupo Estudo foram pareados por idade, gênero e nível de
more » ... ênero e nível de escolaridade. Após anamnese, foram realizadas as seguintes avaliações: neuropsicológica breve, específica da gagueira e específicas da leitura. As disfluências foram analisadas e calculou-se a velocidade da fala espontânea e na leitura oral. RESULTADOS: Ocorreram mais disfluências na fala espontânea que na leitura oral de texto, em ambos os grupos. Em relação à velocidade, no Grupo Controle, a leitura de pseudopalavras e de texto correlacionaram-se positivamente e no Grupo Estudo, todas as variáveis correlacionaram-se positivamente. CONCLUSÃO: A análise da velocidade e das rupturas de fala caracterizou ambos os grupos, tanto em situação de fala espontânea, quanto na leitura que evidencia perfis de desempenho diferenciados pela velocidade de fala, frequência e tipologia das rupturas. A investigação demonstra que indivíduos gagos apresentaram valores mais baixos de velocidade, assim como maior ocorrência de disfluências, tanto na fala espontânea quanto na leitura oral, em comparação com indivíduos não gagos.
doi:10.1590/s2317-64312013000200003 fatcat:pgcd3mrsczaofbkna6meakouwa