Bolsonarismo sem Bolsonaro? Públicos antiestruturais na nova fronteira cibernética

Letícia Cesarino
2022 Revista do Instituto de Estudos Brasileiros  
Este ensaio propõe pensar o bolsonarismo enquanto fenômeno sociotécnico, definido menos por um conteúdo ou base social fixado que por uma dinâmica circular de mobilização performativa de demandas latentes , orientada por métricas em tempo real . Sob essa perspectiva, agência e processo decisório não pertencem a atores específicos, mas são propriedades emergentes do sistema sociotécnico global por e le s formado. Sugiro que os múltiplos segmentos que entram em ressonância para formar o
more » ... mo compartilham uma dinâmica cibernética comum, que se caracteriza por introduzir, na esfera pública, bifurcações de viés antiestrutural.
doi:10.11606/issn.2316-901x.v1i82p162-188 fatcat:2s6dap3s65fyhmtd63xmdn5m7e