COMÉRCIO POPULAR DE DROGAS VEGETAIS PARA O TRATAMENTO DO DIABETES EM GOIÂNIA/GO Popular trade of herbal drugs for the treatment of diabetes in Goiânia/GO RESUMO

Juliane Batista, Magalhães Pereira, Susane, Rodrigues Borges De Souza, Tatiana De Sousa Fiuza, Heleno, Dias Ferreira, Leonice Manrique, Faustino Tresvenzol
2013 CFBC   unpublished
Introdução e objetivos: Diabetes mellitus é uma disfunção metabólica caracterizada por hiperglicemia crônica. Este trabalho teve como objetivo conhecer as plantas comercializadas em ervanarias e bancas de raizeiros para tratamento do diabetes. Metodologia: Foram visitados 18 estabelecimentos comerciais (12 ervanarias e 6 raizeiros) em Goiânia/GO. Para a obtenção dos dados os pesquisadores assumiram a postura de consumidores comuns interessados em adquirir plantas para o tratamento do diabetes
more » ... ra um parente próximo. Resultados e discussões: Foram citadas 24 plantas para o tratamento do diabetes, sendo as mais indicadas: guatambu, pata-de-vaca, jambolão, quina do cerrado, jucá, cascara sagrada e laranja da terra. A maioria dos comerciantes (90%) sugeriu preparações em pó ou encapsuladas, contendo uma mistura de até 12 plantas. As drogas vegetais rasuradas apresentaram problemas no acondicionamento, rotulagem, identificação botânica e elementos estranhos. Verificou-se que uma das amostras identificada como B. forficata (pata-de-vaca) não correspondia ao gênero Bauhinia; Coutarea hexandra, Cinchona calisaya e Stricnus pseudoquina eram comercializadas indistintamente como quina, por apresentarem sabor amargo. Comercialização de misturas de drogas vegetais, rotulagens e acondicionamentos inadequados estão em desacordo com a Portaria Nº 1112/2008, da Secretaria de Saúde do Estado de Goiás que regulamenta o funcionamento das ervanarias. Conclusões: Por meio desse estudo verificou transgressão à legislação, levando à comercialização de drogas vegetais sem qualidade e colocando em risco a saúde dos usuários. ABSTRACT Introduction and Objectives: Diabetes mellitus is a metabolic disorder characterized by chronic hyperglycemia. This study aimed to know the plants sold in the herbals store, and for hawkers, for treat diabetes. Methodology: It was visited 18 stores (12 herbals stores and 6 hawkers) in Goiânia/GO. Results and discussion: There were visited 18 stores (12 herbals store and 6 hawkers) in Goiânia. To obtain the data, the researchers assumed the attitude of ordinary consumers interested in purchasing plants for the treatment of diabetes for a family member. 24 plants were cited for the treatment of diabetes, being the more cited: "guatambu", "pata-de-vaca", "jambolão", "quina do cerrado", "jucá", "cascara sagrada" and "laranja da terra". Most traders (90%) suggested preparations powdered or encapsulated, containing a mixture of up to 12 plants. The herbal drugs fragmented presented problems in the packaging, labeling, botanical identification and presence of strange elements. It was found that one of the samples identified as B. forficata ("pata-de-vaca") did not correspond to the genus Bauhinia; Coutarea hexandra, Cinchona calisaya and Stricnus pseudoquina were sold indiscriminately as "quina", for having a bitter taste. Commercialization of mixtures of herbal drugs, inadequate labeling and packaging are not in agreement with ordinance n o. 1112/2008, of the Secretary of Health of the State of Goiás, which regulates the operation of the herbals store. Conclusions: This study verified transgression of law, with commercialization of herbal drugs without quality, endangering the health of users
fatcat:wcc4y7vfaff7nps4atro2fecai