Efeito agudo do alongamento estático sobre o desempenho e atividade eletromiográfica da musculatura antagonista

Tamara Karina Silva, Eurico Peixoto César
2020 Journal of Physical Education  
O objetivo foi verificar o efeito agudo do alongamento estático (AE) dos músculos Ísquiotibiais sobre o desempenho da força e ativação mioelétrica (EMGRMS) da musculatura antagonista. Doze homens (20,28 ± 1,50 anos; 83,35 ± 17,86 Kg; 177,28 ± 9,64 cm) experientes em treinamento de força foram divididos aleatoriamente nos grupos AE e controle (GC). No AE foram realizadas três repetições de 30s de alongamento estático nos Ísquiotibiais e em seguida foi medida a amplitude de movimento (ADM). Logo
more » ... imento (ADM). Logo após, foi medido o desempenho da força e EMGRMS dos músculos vasto lateral (VL) e vasto medial (VM) durante o teste de 10-RM na cadeira extensora. A ANOVA de duas entradas encontrou diferença significativa na ADM no efeito principal tempo (P = 0,019), quanto para interação grupo x tempo (P = 0,023), com aumento significativo na ADM após o alongamento (P = 0,013). O número de repetições do AL aumentou significativamente (P = 0,014; 16%) em relação ao GC. Não houve mudança significativa no EMGRMS de nenhum dos músculos testados. O emprego do alongamento estático pode melhorar o desempenho da força na musculatura antagonista.
doi:10.4025/jphyseduc.v32i1.3209 fatcat:yskkwvrgdjgmzkfgnsjmq32yk4