Estudo comparativo entre imagens de câmera fotográfica convencional e smartphone para o telediagnóstico de tumores palpebrais

Lisia Aoki, Ivana Cardoso Pereira, Suzana Matayoshi
2019 Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões  
RESUMO Objetivo: comparar a acurácia do diagnóstico de tumor palpebral por avaliação de fotos obtidas por câmera convencional versus câmera acoplada em smartphone. Métodos: trinta e seis pacientes foram submetidos a exame externo e exame biomicroscópico para estabelecimento de diagnóstico clínico. As lesões foram fotografadas com câmera convencional Canon SX530 HS, digital de 16,8 megapixels e com câmera do smartphone modelo GALAXY S4. Todas as lesões foram ressecadas e submetidas a exame
more » ... tidas a exame anatomopatológico. As imagens pré-operatórias foram analisadas à distância por dois especialistas em doenças palpebrais. Os dados dos diagnósticos presencial e dos teleavaliadores foram confrontados com o padrão ouro do diagnóstico histológico. Resultados: as lesões mais frequentes foram constituídas por carcinoma basocelular (33,3%), queratose actínica (19,4%) e nevo (13,9%). O coeficiente de Kappa para diagnóstico de lesão maligna mostrou concordância entre os teleavaliadores nas imagens por câmera (0,68) e com smartphone (0,78). A acurácia do examinador presencial foi de 94,4%, a dos teleavaliadores nas imagens por câmera foi de 83,3% e as do smartphone variou entre 80,6% e 86,1%. Não houve diferença nos índices de acerto por uso de câmera ou smartphone quando comparado com o exame presencial. Conclusão: imagens obtidas por smartphone foram equiparáveis em relação à câmera convencional para uso em telemedicina para diagnóstico de lesão maligna palpebral.
doi:10.1590/0100-6991e-20192083 fatcat:vq4twkeph5bp7er6vcaiwn6kpu