Pôr-do-sol (a Giuseppe Ungaretti)

Cézar Romão
unpublished
Chegaste numa tarde de interminável silêncio. Surpreso por tanto tempo te esperar, hoje dispenso todas as amarras. Contigo aprendi a espalmar o sol. Quando me chamas, a minha cara é um balão a encher de febre. * César Romão, fotógrafo, já com algumas exposições efectuadas. Nos últimos anos tem colaborado com a livraria Poetria. Neste momento está empenhado na refundação do Bar Labirintho.
fatcat:5e2l5to5kjgzhneml2bwe3g6im