Oronasal complications in patients after transsphenoidal hypophyseal surgery

Carolina Petry, Carolina Garcia Soares Leães, Julia Fernanda Semmelmann Pereira-Lima, Katia D. Gerhardt, Geraldo Druck Sant, Miriam da Costa Oliveira
2009 Brazilian Journal of Otorhinolaryngology  
A cirurgia transesfenoidal é o procedimento cirúrgico mais utilizado para abordagem da região hipofisária, sendo por vezes associada a complicações oronasais. Material e métodos/Objetivo: Estudo prospectivo, através de questionário específico e avaliação clínica complicações oronasais crônicas não-diagnosticadas, em pacientes submetidos à cirurgia transesfenoidal convencional em diferentes serviços de neurocirurgia há mais de 6 meses. Resultados: 49 pacientes, 37/45 com macroadenoma. 14/49
more » ... adenoma. 14/49 submetidos a mais de uma intervenção, em 2/5 por via transesfenoidal. Abordagem transesfenoidal 92,8% via sublabial. Nenhum apresentava queixa espontânea. Com o questionário específico, 63,2% apresentaram queixas. Um apresentava fístula oronasal, outro, estenose da área de válvula nasal com deformidade nasal externa. A rinoscopia detectou alterações em 77,5% e a endoscopia nasal em 87,7%. Perfuração septal presente em 10/12 pacientes com crostas e 2 com secreção purulenta. Todos 4 pacientes submetidos a 2 abordagens transesfenoidais apresentaram perfuração do septo e sinéquias nasais. Nos casos com abordagem endonasal observaram-se sinéquias2, alteração em meato médio1 e estenose em área de válvula nasal1. Apenas 2 pacientes apresentaram avaliação normal. Conclusão: Alta incidência de complicações nasais após abordagem transesfenoidal convencional, observadas (exame) e não referidas espontaneamente indicam a necessidade de investigação otorrinolaringológica complementada com endoscopia nasal sistemática nestes pacientes.
doi:10.1016/s1808-8694(15)30649-2 pmid:19649482 fatcat:lg3qccmk6rcynectmlmxsbdcry