Caracterização da madeira de espécies da Amazônia

Dayane Targino de Medeiros, Rafael Rodolfo de Melo, Pedro Henrique Gonzalez de Cademartori, Felipe Gomes Batista, Adriano Reis Prazeres Mascarenhas
2021 Madera y Bosques  
Diante da elevada demanda por madeira de qualidade pelo setor florestal e madeireiro, o conhecimento das propriedades de novas espécies florestais torna-se imprescindível para que se tenha um comércio abastecido e diversificado, reduzindo assim, a exploração de um pequeno grupo de espécies em função do desconhecimento das demais. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi analisar as propriedades físicas, químicas e de superfície da madeira de quatro espécies da Amazônia. Foram utilizadas
more » ... as de madeira de timborana (Piptadenia suaveolens), pequiá (Caryocar villosum), sucupira amarela (Bowdichia nitida) e maçaranduba (Manilkara huberi). As madeiras foram avaliadas quanto a sua composição química, propriedades físicas (densidade, porosidade, contrações e umidade) e propriedades de superfície (colorimetria e molhabilidade). Na madeira de pequiá obteve-se os maiores percentuais de holocelulose (73,42%), extrativos (5,10%) e cinzas (1,06%). Observou-se que as madeiras de maçaranduba e sucupira amarela foram as mais densas, com valores de densidade aparente de 0,96 e 0,98 g/cm³, respectivamente. Na madeira de timborana registrou-se a maior estabilidade dimensional, obtendo valores de 2,03 (βr), 4,45 (βt) e 7,23 (βv). Já nas propriedades de superfície, conforme os valores dos parâmetros colorimétricos, as madeiras classificaram-se como rosa-acinzentado (timborana), oliva-amarelado (pequiá), oliva (sucupira amarela) e marrom-escuro (maçaranduba). Com relação a molhabilidade, verificou-se redução do ângulo de contato da água de 5 s para 10 s, em ambas as madeiras e planos. E constatou-se que as madeiras timborana diferiram estatisticamente quando se analisou o ângulo de contato em relação à face da madeira e o tempo. Assim, as madeiras tropicais avaliadas apresentaram propriedades relevantes para aplicações diversas no comércio madeireiro.
doi:10.21829/myb.2021.2722209 fatcat:lkyudvjx2rbq7ozewztjtgyt7q