CAPACIDADE DE CARGA SOCIAL DAS PRAIAS DOS MUNICÍPIOS DE CAMAÇARI, MATA DE SÃO JOÃO E ENTRE RIOS, BAHIA, BRASIL

Iracema Reimão, Silva¹ Abílio, Carlos Da, Silva Pinto, Bittencourt² Cristina, Maria Macêdo, José Alencar³, Rodrigues, Souza Filho, Geóloga
unpublished
RESUMO. Este trabalho teve como objetivo avaliar a capacidade de carga social das praias dos municípios de Camaçari, Mata de São João e Entre Rios, oferecendo subsídios aos planos de uso e ocupação deste litoral. Através de caminhamentos ao longo das praias, foram medidas larguras e declividade da face praial e estimadas a granulometria e cor dos sedimentos. A área de cada praia foi calculada a partir de sua segmentação em células de 50m de comprimento e, em cada célula, foi medido o número de
more » ... suário, durante dois finais de semana nos meses de alta estação (janeiro e fevereiro). Assim, foi estimada a área média utilizada, a área disponível em cada praia. A capacidade de carga foi indicada pela percepção dos usuários através de entrevistas intencionais. As praias de Itacimirim, Interlagos, Santo Antônio e Praia do Forte apresentaram os menores valores de capacidades de carga (inferiores a 10.000 pessoas/dia), considerando uma área ideal por usuário de 10 m 2 /usuário. Por outro lado, a praia com maior capacidade de carga, acima de 30.000 usuários/dia, é Massarandupió. Por fim, recomenda-se que os planos de gestão considerem de forma integrada as características recreacionais das praias e a sua capacidade de carga. Praias com maior qualidade recreacional tendem a atrair mais usuários, contudo devem ser respeitados seus limites ecológicos. Portanto, cada praia deve ser usada de acordo com seus limites e vocações. Palavras Chave: Gestão Costeira, Capacidade de Carga, Qualidade Recreacional. ABSTRACT. Carrying social capacity of the beaches of Camaçari, Mata de São João and Entre Rios municipalities, Bahia State, Brazil. This study aims to evaluate the carrying capacity of the beaches of the counties the Camaçari, Mata de São João and Entre Rios, providing scientific basis for local development planning. The beaches of Itacimirim, Interlagos, Santo Antonio and Praia do Forte presented recreational area during low tide inferior to 100,000 m 2 , comprising the lowest values for carrying capacity (<10,000 people/day). The study assumes 10 m 2 /person (user) as the ideal carrying capacity scenario. The beaches classified as having superior carrying capacity is Massarandupió, superior to 300,000 m2 and carrying capacity beyond 30,000 users/day. Tourism and beach development planning must take account geoenvironmental and infrastructure constraints, because they will affect recreational quality. Beaches providing superior recreational quality tend to attract more users but occupation must respect local ecological limits. Therefore, each beach must be dedicated to uses consistent with their capabilities and constraints.
fatcat:bz76qso42vbxviql7y56fryiyq