Ácido Fólico no Tratamento da Depressão: Uma Revisão Baseada na Evidência

Ana Filipa Vicente, Ângela Lee Chin, Filipe Pereira Vicente
2018 Gazeta Médica  
INTRODUÇÃO: A depressão causa incapacidade e mortalidade, constituindo um motivo frequente de consulta. Estudos sugerem uma relação entre os baixos níveis de folato e um risco para perturbações depressivas major. O objetivo da presente revisão é determinar o nível de evidência da prescrição de ácido fólico no tratamento da depressão no adulto.METODOLOGIA: Realizou-se uma pesquisa bibliográfica em bases de dados de estudos publicados nos últimos 7 anos, utilizando os termos MeSH: "Folic Acid" e
more » ... SH: "Folic Acid" e "Depression". Para estratificar o nível de evidência e a força de recomendação, foi utilizada a escala SORT.RESULTADOS: Foram selecionados 11 artigos, incluindo 6 ensaios clínicos controlados randomizados, 3 revisões sistemáticas e 2 meta-análises.CONCLUSÃO: Com esta revisão conclui-se que o ácido fólico poderá ter algum efeito no tratamento coadjuvante da depressão, mas, a evidência atual não permite recomendar a sua prescrição por rotina na patologia depressiva (nível de evidência 1, grau de recomendação A).
doi:10.29315/gm.v5i4.215 fatcat:vdzxgkww7neb5hdsbnneobsgou