Trajetória de trabalho de vendedores informais de rua do centro de Cali, Colômbia [thesis]

Martha Cecilia Garcés Ascuntar
Em especial á Nalva e Rosangela, pelas assessorias e indicações oportunas. À Fundação CAPES, pela concessão da bolsa de mestrado e pelo apoio financeiro para a realização desta pesquisa. Á Leny Sato, pela aprendizagem e imersão em outros olhares sobre o trabalho, pela companhia fiel e o apoio prestado durante este tempo de formação. Aos membros da banca de qualificação Nadya Araujo Guimarães e Marcelo Ribeiro, pelas orientações sobre o percurso desta pesquisa. Aos professores Sigmar Malvezzi,
more » ... Sigmar Malvezzi, Esperanza Lledias e Alba Luz Giraldo pelas indicações e apoios académicos. Aos membros do grupo do Centro de Psicologia Aplicada ao Trabalho (CPAT), aos do grupo de orientandos e de estudos, os quais enriqueceram de novas experiências este caminho. Aos meus pais e minha irmã, agradeço não só o apoio incondicional, também, a preocupação, o amor e força que sempre me dão para realizar meus sonhos. Á minha família pela fraternidade em cada retorno. Á Katherine, pela atenção e preocupação neste caminhar. Á Lady, outra irmã, na qual teve o carinho e o apoio que se precisa para ficar longe de casa. Ao David...viver com você criou novas formas de sentir a vida. 4 Aos meus amigos brasileiros e colombianos com os quais estar no Brasil foi uma aprendizagem constante, carregado de solidariedade. Á Solange, Ivonne, Paula e Bibi, especialmente, agradeço pela amizade incondicional. Ao Prof. Erico Rentería, pelo aporte neste contínuo processo de formação, e por sempre ser além de um professor um amigo. Ao João e ao Jader, meus revisores constantes do portunhol. E á Bibi pela versão em inglês. Aos vendedores informais do centro de Cali, sem amabilidade e disponibilidade para narrar suas histórias, esta pesquisa não fosse possível. as trajetórias para, em seguida, identificaram-se alguns elementos comuns. Considera-se através das narrativas dos vendedores, que as trajetórias de trabalho, organizam-se a partir de aquilo que as pessoas têm conseguido criar para, além de sobreviver, obter um sentido para a vida segundo o que fazem, construindo redes que lhes permitem movimentar o caminho segundo seus projetos e os valores atribuídos ao trabalho. A partir daí, definiram-se os temas que organizam as histórias de vida, tais como as transições, as redes, os projetos e os sentidos do trabalho, os quais se configuraram numa totalidade de vivências que dão sentido ao caminho no mundo laboral. Finalmente, identificou-se a complexidade das construções das trajetórias de trabalho, marcadas por elementos como os familiares, culturais e sociais, os 6 quais extrapolam o universo laboral, além de demonstrar que os contatos que as pessoas estabelecem durante o percurso, especificamente no centro da cidade, gera uma rede de solidariedade que os sustenta no trabalho informal. Outro aspecto importante nas considerações é a dificuldade de qualificar estes trabalhadores que continuamente encontramse entre fronteiras permeáveis entre formas de trabalho formal-informal. ABSTRACT This research takes into account the heterogeneous reality of work considering that informal jobs have been always part of the Latin American economic system, and have coexisted with other working arrangements. This suggests that informal activities have existed before the speeches on restructuring labor markets and unemployment. As research question I propose to analyze the work trajectories of informal street vendors in downtown Cali, Colombia; that is to say, those jobs that are not regulated by the State. Work trajectories are defined as "the direct line or route that is followed by an individual in the social-space, which describes the successive positions he has held over time" (Orejuela & Correa, 2007, p.64). However, this analysis is not just focused on the reconstruction of the various work activities since I also analyze other factors such as personal motivations, personal choices and macro-and micro social facts. I tackled this research from a qualitative method, which involves an ethnographic perspective that allowed me to identify the trajectories of informal street vendors. I selected eight vendors with whom interviews and discussions were conducted. The data obtained were analyzed based on the Thematic Analysis of life histories (Queiroz, 1988) . Initially, the trajectories were studied individually, and then common elements were identified. From the venders´ narratives I found that the trajectories are organized not just as a way to survive but also as a way to have a purpose in life. They build networks that allow them to move toward their projects and give value to their works. Keeping this in mind I classified the trajectories by themes such as transitions, networks, projects, and sense of work, which are configured in a totality of experiences that give coherence to their jobs. Finally, I identified the complexity of developing those trajectories, which is affected by familiar, cultural and social contexts.
doi:10.11606/d.47.2014.tde-25032015-163504 fatcat:eltytzzhvfdfbjw36wlue7omqq