Produtividade da cultura da melancia em função de fontes e doses de potássio

Arthur Bernardes Cecílio Filho, Leilson Costa Grangeiro
2004 Ciência e Agrotecnologia  
Foram conduzidos dois experimentos em propriedades rurais próximas à cidade de Borborema - SP, nos períodos de outubro a dezembro de 2001 e de fevereiro a abril de 2002, com o objetivo de avaliar a produtividade de melancia (Citrullus lanatus (Thumb.) Matsum. & Nakai), híbrido Tide, em função de fontes e doses de potássio. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados completos, em esquema fatorial 3 x 4, com três repetições, sendo utilizadas as fontes: cloreto KCl),
more » ... loreto KCl), nitrato (KNO3) e sulfato de potássio (K2SO4) e as doses: 50; 100; 200 e 300 kg de K2O ha-1. Foram avaliados o peso médio de fruto, o número de frutos e produção por planta e produtividade. O maior número de frutos por planta estimado foi obtido nas doses de 190 e 300 kg K2O ha-1, respectivamente, nas fontes KNO3 e KCl. Não houve diferença significativa entre as doses para K2SO4. Para o peso médio de fruto, houve diferença significativa entre as fontes apenas no cultivo de fevereiro a abril de 2002, quando o KCl proporcionou maior peso. A maior produção por planta foi obtida com K2SO4, seguido por KNO3 e KCl. Entretanto, as doses de potássio para as máximas produtividades foram de 132, 193 e 205 kg K2O ha-1, respectivamente, para as fontes K2SO4, KNO3 e KCl. O plantio de outubro a dezembro de 2001 proporcionou maior peso médio, produção de frutos por planta e produtividade, ao passo que o maior número de frutos por planta foi obtido no cultivo de fevereiro a abril de 2002.
doi:10.1590/s1413-70542004000300011 fatcat:buvdanvwpraqhhc66jllcekway