Gilson Antunes da Silva-UFBA Baú de eternos tesouros: aspectos da lírica memorialística de Mario Quintana BAÚ DE ETERNOS TESOUROS: ASPECTOS DA LÍRICA MEMORIALÍSTICA

Mario De, Quintana
2010 unpublished
RESUMO: Este texto objetiva analisar alguns aspectos da lírica memorialística encontrados na poesia de Mario Quintana. O trabalho estuda alguns poemas representativos dessa temática, enfatizando pontos como a memória da infância, símbolo do paraíso perdido, a memória como esconderijo dos tempos e resistência à perda das experiências e como forma de burlar a morte. Além disso, destaca a preocupação do autor com o tempo em sua inexorabilidade e em seu vir-a-ser permanente. Palavras-chave:
more » ... Tempo; Poesia; Mario Quintana. ABSTRACT: This text analyzes some aspects of lyrical memorial found in the poetry of Mario Quintana. It studies some poems that are representative of such theme, emphasizing aspects such as childhood memory, a symbol of paradise lost, memory as a refuge of time and as resistance to a loss of experiences, as well as a way to overcome death. This text also highlights the poet's concern with the passage and relentlessness of time. Chego aos campos e vastos palácios da memória, onde estão tesouros de inumeráveis imagens trazidas por percepções de toda espécie... Ali repousa tudo o que a ela foi entregue, que o esquecimento ainda não absorveu nem sepultou... Aí estão presentes o céu, a terra e o mar, com todos os pormenores que neles pude perceber pelos sentidos, exceto os que esqueci. É lá que me encontro a mim mesmo, e recordo das ações que fiz, o seu tempo, lugar, e até os sentimentos que me dominavam ao praticá-las. É lá que estão também todos os conhecimentos que recordo, aprendidos pela experiência própria ou pela crença no testemunho de outrem. Santo Agostinho. Confissões. A memória pode ser compreendida como uma evocação do passado ou como a capacidade humana de reter e conservar o tempo fugaz, salvando o indivíduo da perda Estação Literária
fatcat:g6lb4vsvmjg37bnbsggfxk5n3y